Exposição da artista plástica Gizéle Barino pode ser vista até o dia 26 no Espaço Zíia Arbex

0

VOLTA REDONDA

A exposição ‘Perda e Reencontro’, da artista plástica Gizéle Barino, pode ser vista até o próximo dia 26, no Espaço das Artes Zélia Arbex, no bairro Vila Santa Cecília, em Volta Redonda. A mostra foi aberta na noite da última terça-feira, 5. A visitação pública acontece de segunda a sexta-feira, das 10 às 18 horas, com entrada gratuita.

Segundo apresentou a artista voltaredondense, são cerca de 21 quadros com pinturas em tintas acrílica sobre tela e madeira, pintura com pigmentos naturais e parafina, além de dois objetos híbridos interativos onde o visitante pode registrar sua intervenção e postar com a hashtag com o nome da exposição #perdaereencontro.

Barino lembrou que expõe há 20 anos e já participou de cinco exposições coletivas no Zélia Arbex. Lembrou que essa mostra é uma oportunidade maravilhosa. “Esse espaço tem muita visibilidade por ser todo de vidro, além disso, o Zélia Arbex é perto da rua e fica em um local onde passam muitas pessoas. Isso cria mais oportunidade para que as pessoas vejam as nossas obras e tenham interesse de visitar a exposição”, destacou a Gizéle Barino;

EXPLORAÇÃO DAS FORMAS NATURAIS

A artista lembrou ainda que a mostra consiste em um projeto desenvolvido a partir da exploração das formas naturais de pura linhas e cores, oportunizando a apreciação e interação com as belezas do meio ambiente, vistas do ângulo de abstração. “A minha pesquisa sempre aborda o Meio Ambiente, utilizando a arte como forma de expressar a importância da preservação ambiental. As cores e formas convocam a um olhar aproximado, em que as mesmas podem lhe causar uma perda visual do desenho. Esse jogo de imagem apresenta um diálogo visual entre o figurativo e o abstrato através de pinturas, instalações e objetos híbridos interativos”, comentou.

Quem fez questão de visitar a exposição foi a mãe da artista, Irene Barino. Ela não parava de elogiar a filha e o Espaço das Artes Zélia Arbex. “Tenho muita admiração pelo trabalho da minha filha. Apesar do tempo dela ter muito pouco para pintar, ela faz com prazer. E esse espaço aqui valorizou, ainda mais, o trabalho dela. É a primeira vez que entro no Zélia Arbex e fiquei maravilhada com o espaço”, frisou.

OPORTUNIDADE A OUTROS ARTISTAS

O chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Cultura de Volta Redonda, André Felipe Chaves, que também participou da abertura da exposição, declarou que a cada 20 ou 30 dias, os artistas terão oportunidades de mostrar os trabalhos. Disse que em maio será feito dois novos editais, para o Zélia Arbex e Zumbi dos Palmares com validade até abril de 2020. Explicou ainda que, o edital do Chamamento Cultural dos artistas garantiu a transparência e a ocupação democrática dos espaços culturais públicos. “Em maio faremos novo edital, recebendo as inscrições dos artistas locais e da região que queiram ocupar os espaços culturais do Zélia Arbex e Memorial Zumbi”, contou.

A diretora do Centro Cultural Visconde de Mauá, Márcia Patrocínio, já foi conferir a exposição ‘Perda e Reencontro’. Durante a visita, ela elogiou o Espaço Zélia Arbex. “Espaço como esse está cada vez mais raro. É muito saber que em Volta Redonda tem um espaço assim para que os artistas da região possam expor seus trabalhos. A Gizéle Barino é uma arte educadora e quer trazer a arte para as pessoas através da educação”, comentou a diretora.

 

 

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !