Coluna Esplanada

0

BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 2 DE MARÇO DE 2021 – Nº 3037. Ensaio Os olavistas – seguidores do pensador Olavo de Carvalho – do Governo fizeram uma aliança com um setor cultural o qual consideram de perfil da esquerda para reativar a Cinemateca. Depois de mais de um ano fechada, o Secretário Especial de Cultura, Mario Frias, comunicou no final de 2020 que iria contratar a Sociedade de Amigos da Cinemateca (SAC) para gerir a Cinemateca por 90 dias, a partir deste mês. Num passado recente, durante a gestão de Marta Suplicy no Governo Dilma Rousseff, a SAC foi expulsa da Cinemateca…

Coluna Esplanada

0

BRASÍLIA, SEGUNDA-FEIRA, 1º DE MARÇO DE 2021 – Nº 3036. Olho na vaga O Superior Tribunal de Justiça deve abrir esta semana, em seção presencial na Corte, a corrida oficial para a vaga do próximo ministro, com a aposentadoria de Napoleão Nunes Maia Filho ocorrida no fim de 2020. A lista tríplice de desembargadores federais, formulada em votação secreta, será levada ao presidente da República, Jair Bolsonaro. Esta será a primeira escolha de ministro do Tribunal nas mãos de Bolsonaro. Ao contrário da vaga no Supremo Tribunal Federal, de livre escolha do chefe da nação em avaliação de indicados, desta…

Coluna Esplanada

0

BRASÍLIA, SEXTA-FEIRA, 26 DE FEVEREIRO DE 2021 – Nº 3035 Caixa vazio Centenas de prefeitos eleitos, de todos os Estados, fazem filas imensas na porta dos Anexos da Câmara dos Deputados, há dias, atrás de verbas de emendas parlamentares do Orçamento vindouro. A pressão é tamanha que eles ainda trouxeram a Brasília líderes partidários locais e vereadores – os grandes cabos eleitorais de deputados. Com acesso restrito aos prédios por causa da pandemia do coronavírus, as filas duram horas debaixo de sol ou chuva, mas eles não arredam os pés, confiantes das promessas dos políticos aliados da capital. Todos saem…

Coluna Esplanada

0

BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 25 DE FEVEREIRO DE 2021. Nº 3034. Dedo na tomada O Coletivo Nacional dos Eletricitários, que reúne empregados da Eletrobrás, alertou aos consumidores em folder distribuído por whatsapp e redes sociais que a conta de luz pode subir até 16% a curto prazo com a iminente privatização da estatal, que fornece hoje 50% da energia consumida no Brasil. Explica: A venda abrange 15 grandes usinas espalhadas pelo País, que vendem a energia entre R$ 40 e R$ 60 o MegaWatt Hora (MWH), enquanto no mercado livre os preços do MWH variam de R$ 200 a R$ 800 –…

error: Conteúdo protegido !