Petrobras reajusta o litro da gasolina nas refinarias em 2,8%

0

SUL FLUMINENSE

O consumidor está atento aos preços praticados nos postos de combustíveis da região, temendo nova mudança de valores a partir da decisão anunciada nesta terça-feira, dia 19, pela Petrobras. A estatal reajustou o preço médio da gasolina em 2,8% nas refinarias e 1,2% no óleo diesel, o que futuramente deve ser repassado pelas distribuidoras aos clientes. Segundo dados da estatal, este foi o primeiro reajuste desde 29 de setembro. Agora, o preço médio do litro da gasolina está em aproximadamente R$ 1,84 e o diesel em R$ 2,22.

A justificativa para o reajuste é o mercado internacional de câmbio, pois os preços dos combustíveis têm como base a cotação internacional do petróleo e o dólar. Vale lembrar que no dia 18 a moeda norte-americana fechou o mercado a R$ 4,20 para a venda e atingiu alta de 4,91%. Apesar de a gasolina vendida às refinarias ser a do tipo A, ela integra a cadeia produtiva para a gasolina tipo C, comercializado para veículos. A exemplo de outros reajustes, o consumidor final pode ser afetado. Segundo a Petrobras, o valor da gasolina na refinaria equivale a 25% do preço final – 16% são da distribuidora e dos postos e 59% de impostos como Cide e Cofins.

A ANP acompanha os valores praticados nos postos de todo o país orientando os consumidores

O repasse dos valores praticados nas refinarias ao consumidor depende das distribuidoras e revendas. O consumidor está pessimista. “Certeza que vão aumentar, sempre acontece. Tiveram a paciência de esperar passar o feriado porque senão ficaria muito evidente a ganância em explorar o povo viajando e enchendo o tanque”, opina a comerciante Sandra Pereira, que roda diariamente com atividades com filhos e trabalho. “O gasto vai aumentar, espero que demore um pouco a chegar até nós, clientes. Pagar R$ 4,85 já é absurdo”, conta a moradora de Resende.

A gerente de uma rede de postos, Mariana Peixoto, acredita que o reajuste ocorra ‘timidamente’. “Se ocorrer (aumento) deve subir no máximo alguns centavos, pois o reajuste será de adequação. Mas, até agora nada foi passado pela nossa distribuidora”, informa.

PREÇOS

Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) o preço médio do litro da gasolina verificada nas principais cidades da região Sul Fluminense, no período entre os dias 10 e 16 deste mês era o seguinte: R$ 5,151 em Angra dos Reis; R$ 5,056 em Barra do Piraí; R$ 4,982 em Barra Mansa; R$ 4,885 em Resende; R$ 5,005 na cidade de Três Rios; R$ 5,007 em Valença e R$ 5,031 em Volta Redonda. O vendedor Samuel Nascimento espera que os preços não sejam alterados.  “Meu gasto mensal com gasolina fica em torno dos R$ 250. Ficarei na torcida para que não subam o preço e caso ocorra, se abusarem denunciarei para a ANP”, frisa. A ANP recebe denúncias através do telefone gratuito 0800 970 0267.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !