Thiago Pereira – Minha grande inspiração

0

Foto: Divulgação

Oi pessoal, na coluna dessa semana vou contar um pouco sobre a história da minha grande inspiração: o também nadador Thiago Pereira. Thiago sempre foi minha referência, já que, assim como eu, iniciou sua carreira na região Sul-Fluminense, mesma região que nasci e que treinei até me transferir para o Sesi-SP.

Considerado por muitos o nadador mais completo da história da natação brasileira começou sua carreira em Volta Redonda, sua cidade natal, defendendo o Clube dos Funcionários. Sempre incentivado pela mãe, Rose Vilela, que lembra muito o apoio que recebo da minha mãe, Soraia Gonche e meu pai Roberto Gonche. Thiago disputou em 1998 seu primeiro campeonato oficial, quando terminou com um bronze nos 100 m livre.

No ano de 2002, já defendendo o Minas Tênis Clube, ele obteve suas primeiras medalhas no Troféu Brasil Maria Lenk, uma prata nos 200m medley, 400m medley e 200m peito, um ano depois ele faturou seu primeiro título nacional absoluto: ouro no medley, prova que lhe daria a prata olímpica em 2012.

A sua primeira participação em Jogos Pan-Americanos foi em Santo Domingo 2003 com duas das 23 medalhas que ganhou. A estreia de Thiago Pereira em Mundiais de longa foi em Barcelona 2003. Um ano depois, ele se classificou pra olimpíada de Atenas 2004, chegando até a Rio 2016 em todas as finais dos 200m medley. Thiago foi campeão mundial piscina curta em Indianápolis 2006 nos 200 medley.

Mas foi a prata olímpica em Londres 2012, batendo nada mais nada menos que Michael Phelps, o momento mais importante de sua carreira. Foi a realização de um sonho para ele, uma medalha que tanto merecia saiu em 2012 naquele 400m medley, uma das provas mais difíceis.

Na sua carreia, ele soma 724 medalhas de 1998 à 2016, ele é o maior vencedor brasileiro e sul-americano de provas da Copa do Mundo da Federação Internacional de Natação (Fina) com 38 vitórias. Foi ‘Rei’ da competição em 2010 e único latino americano a conquistar o título. Thiago é hoje o maior medalhista da história dos Jogos Pan-Americanos entre todos esportes e países (23 medalhas) e único brasileiro finalista olímpico quatro vezes na mesma prova (200m medley).

Thiago Pereira nadou pela última vez no Troféu José Finkel 2016 na piscina do Clube Internacional de Santos, mas foi na final olímpica da Rio 2016 que o atleta fechou sua trajetória de sucesso na modalidade.

Thiago, mesmo aposentado, continua inspirando crianças e adolescentes. Ele possui agora o Troféu Thiago Pereira e o Thiago Pereira Swim Camp, que sempre incentiva ainda mais à pratica da modalidade. Procuro seguir seus passos e nadar com habilidade e resistência no nado de medley, além do nado de borboleta. Espero cada vez mais contribuir para a modalidade no Brasil, assim como ele faz.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !