Padaria Escolar forma novos profissionais em Pinheiral

0

PINHEIRAL

Mais de 30 pessoas foram beneficiadas em Pinheiral com qualificação profissional gratuita através da Padaria Escolar. A entrega do certificado de conclusão do curso de panificação para as turmas compostas não só por alunos da rede municipal, mas também por pessoas da comunidade, foi realizada pela vice-prefeita e secretária de Educação, Sediene Maia dos Santos, e pelo secretário municipal de Educação, Fernando Antônio Cabral de Souza Júnior, no dia 19, no auditório da Prefeitura de Pinheiral.

O curso conta com disciplinas ofertadas na modalidade presencial, com abordagens teóricas e práticas. O aluno deverá cumprir a carga horária de 30 horas, de acordo com a matriz curricular que prevê disciplinas como Matemática, Nutrição, Projeto de Desenvolvimento em Panificação, entre outas. O curso que, até ano passado era aberto somente para alunos das redes estaduais e municipais, agora atende de forma efetiva e sistemática não só esses alunos, mas também, os demais participantes da comunidade com perfil de situação de vulnerabilidade, risco e exclusão social.

O secretário falou um pouco sobre o funcionamento do curso e afirmou que todo o alimento produzido é voltado para os alunos das escolas da cidade. “A gente ensina eles a produzirem diferentes tipos de biscoitos e pães à base de leite. Tudo o que utilizamos na Padaria Escolar são alimentos utilizados dentro das escolas. Dessa forma, nós direcionamos alguns desses insumos para a padaria com o intuito de aumentar a produção e atender as escolas a partir disso, destinando tudo para os alunos da rede. Para essa turma em específico, nós conseguimos incluir a parte de ação empreendedora nas aulas para que os alunos possam aprender a fazer os pães e biscoitos e utilizar isso para a comercialização, gerando emprego e renda que não necessita de carteira assinada. Essa é uma medida que vamos buscar manter no curso”, disse o secretário.

Cristiane Lúcia Roberto, de 39 anos, aluna do curso de panificação, disse que o curso gera muitas possibilidades pessoais e profissionais. “Decidi fazer o curso porque atualmente trabalho em uma padaria e vejo uma necessidade de ter um padeiro, além de pensar em abrir meu próprio negócio. A criação do curso é uma iniciativa muito boa para ter uma nova oportunidade de crescimento e também ajudar nossos amigos e familiares. No meu caso, há instituições na igreja que faço parte onde saímos para distribuir sopões. Então o curso possibilita que eu faça pães e biscoitos e leve para essas pessoas, complementando a ação”, declara.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !