Onde estão os que amam?

0

Amar é o dever sublime de todo ser humano. Dentre todas as nossas ações e capacidade, o que mais traz benefícios para nós e para o nosso próximo, é o amor.

Todos nós já nascemos com a capacidade de amar, mas muitos têm a dificuldade de exercer, de tirar de dentro de si a essência do amor e o amor fica reprimido.

E o amor, só tem valor, utilidade, benefício quando é praticado, quando entra em ação; mesmo sob adversidade, antipatia e rejeição. Porque quem ama beneficia primeiro a si mesmo, depois, o próximo.

E quem consegue quebrar o invólucro em que o amor está reprimido, alcança o belo da vida, e agrada a Deus.

Amar é para quem tem um coração isento de malícia, de arrogância, de amargura e de revolta dentro de si, onde está travado um campo de guerra interior. E nunca essa pessoa pode dizer que tem paz e é feliz. O seu sentimento se desfaz, torna-se insensível a tudo a todos. Mas, o amor está lá dentro, incubado, engessado, esperando uma brecha saudável para se manifestar.

Existem muitos que se exasperam em ser fortes, sábios, inteligentes, capazes, ricos, etc. Mas, os que amam se destacam sem propagar. No momento certo e necessário, ele é desejado, escolhido, aproveitado. É dos que amam que o mundo precisa e que a urgência clama. Quem ama é muito mais proveitoso.

Existem muitos procurando ser perfeito, cumprir a risca sua religião, obrigações e os seus propósitos proveitosos, lucrativos ou inúteis. São Paulo escreveu que: Quem ama cumpriu a lei. Há uma outra expressão usada pelo apostolo Pedro; que estamos no fim dos tempos e devemos amar ardentemente um ao outro com um amor puro e sincero, porque o amor perdoa, e cobre uma multidão de pecados. I Pe 4.7,8 (Trad. Ling. de hoje).

Dentre todas as manifestações dos crentes, existe uma que revela quem é verdadeiramente um discípulo de Jesus. Aquele que ama. Jesus disse: É pelo amor que vocês têm uns pelos outro que serão conhecidos por serem verdadeiramente meus discípulos. (João 13.35).

O rei Salomão escreveu que o amor é forte como a morte. Existe algo tão forte quanto a verdade e a rudeza da morte?

E isso sucede em muitos lares. Que no princípio era só amor, atenção, carinho, cuidado. Um fabricava felicidade para o outro e mutuamente eram envolvidos em amor. Mas, vindo o egoísmo, o amor a si próprio, a exaltação, a falta de conformação, a ingratidão, falta de reconhecimento, as exigências; vão afogando o amor.

E simplesmente negar um beijo pedido pela esposa é uma grosseira falta de amor.

Onde estão os que amam? Estão cuidando da sua esposa e filhos. Estão exercendo, praticando a caridade, se ocupando em ajudar, em auxiliar, a socorrer, a servir a Deus e ao seu evangelho, estão ouvindo e dando atenção aos desesperados, estão dando o seu tempo e o seu carinho a quem necessita.

A Bíblia diz que Deus é amor, então a vida veio do amor e deve existir sustentada pelo amor. A porta do céu foi aberta, a graça de Deus manifestada, o convite para o perdão aguarda os pecadores; tudo por causa do amor de Deus.

Se ninguém te ama, saiba que o Pai celestial te ama e cuida de você. Volte-se para o Filho dEle, Jesus Cristo e viva uma vida de verdadeiro amor.

 

Pr José Edson

Av. Pres. Kennedy 1502 – B.Mansa- RJ

 

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !