Museu lança Catálogo Audiovisual de Trabalhadores Brasileiros

0

VOLTA REDONDA

O Museu da Memória do Trabalhismo Brasileiro, no município, acaba de lançar o I Catálogo Audiovisual de Trabalhadores Brasileiros. O anúncio foi feito durante a 11ª edição da Primavera dos Museus, que aconteceu no final do mês passado em todo o Brasil e que na Cidade do Aço foi realizada na sede do Museu da Memória do Trabalhismo Brasileiro (MMTB), no bairro Vila Santa Cecília.

Segundo destacou a presidente da Instituição, Ângela do Bem, há uma preocupação sociológica com as profissões em vias de extinção, assim como a falta de registro do início de novas atividades, como no caso das áreas mais tecnológicas. Disse ainda que, ideia consiste em documentar as pessoas com seus desafios e rotinas de trabalho e assim aumentar o atual acervo do Museu.

O Museu da Memória do Trabalhismo Brasileiro foi fundado em 2012 e é uma instituição focada na história da industrialização do Brasil a partir da fundação da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), em Volta Redonda, na década de 40. Segundo a Wikipédia, a CSN foi criada durante o Estado Novo por decreto do presidente Getúlio Vargas, após um “acordo”. Já a  partir da Fundação da CSN houve uma grande migração de trabalhadores para Volta Redonda, gerando assim notáveis registros fotográficos do momento histórico e que compõe a base do acervo fotográfico do Museu. Atualmente, a CSN requer a reintegração de posse do terreno onde está instalado e isso vem causando diversas manifestações em defesa da memória e história da cidade e do trabalhismo brasileiro.

De acordo com a presidente do MMTB, esse acervo vai compor, inicialmente, uma espécie de Museu Virtual de Trabalhadores para que as pessoas saibam dos afazeres de outros e tenham um registro pessoal de sua atividade. Ângela diz esperar ainda que, muitos deixem seus registros como pessoas trabalhadoras, mas também temos o foco de registrar o início de novas profissões que são demandadas pelas novas relações de criatividade, tecnologia e trabalho, a exemplo dos designers de games, gestores de conteúdos e tantas outras.

O I Catálogo Audiovisual do Trabalhador Brasileiro está na fase de instalação e coleta de acervo. Para isso, o Museu da Memória do Trabalhismo Brasileiro lançou uma campanha incentivando o registro audiovisual espontâneo de pessoas e seus ofícios. Os interessados em participar poderão gravar suas apresentações, respondendo às perguntas iniciais, como quem eu sou e o que faço. Diante deste questionamento cada integrante poderá expor suas atividades profissionais, há quanto tempo trabalha nesta área, como começou, qual é a rotina do trabalho e outras abordagens relacionadas ao próprio emprego.  Os vídeos poderão ser enviados para o email[email protected].