Campanha de combate a Dengue inicia sexta-feira nos bairros Jardim Itatiaia e Campo Alegre, em Itatiaia

0

ITATIAIA

Os bairros Jardim Itatiaia e Campo Alegre serão os primeiros a serem contemplados com a campanha de mobilização para o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e de diversas outras arboviroses. A campanha, promovida pela prefeitura, por meio da equipe de Vigilância Ambiental, ligada à Secretaria de Saúde do município, acontece nesta sexta-feira, dia 15, a partir das 8 horas.

Os serão os primeiros a serem visitados, porque a última pesquisa entomológica (LIRAa) apontou que os locais são os que têm maior índice de infestação do mosquito transmissor. Durante a visita, todos os agentes estarão posicionando o trabalho de pesquisa e tratamento em residências e terrenos abandonados, assim como em localidades que sejam possíveis focos. A concentração dos funcionários será na Praça da Emancipação (Campo Alegre) e em frente ao CIEP.

A ação integrada conta ainda com o apoio da equipe da Secretaria de Obras que irá disponibilizar o maquinário para limpeza urbana em pontos críticos; da equipe de Educação em Saúde, para esclarecimento de dúvidas. O trabalho é um reforço contínuo de conscientização e prevenção da população. Na campanha de conscientização, também serão disponibilizados os hipocloritos de sódio, substância de atuação desinfetante e que ajuda no combate ao inseto, e também o cadastro das famílias que necessitam de telas de proteção para vedação das caixas d’água.

Para denuncias de casa abandonadas e possíveis focos do mosquito as informações devem ser encaminhadas aos funcionários da Vigilância Ambiental pelo telefone (24) 3352-4243. Eles também realizam atendimento no endereço localizado à Avenida dos Expedicionários, nº425, no Centro da cidade.

CASOS 2018 

Em 2018, foram notificados 19 casos de dengue em Itatiaia, destes, apenas 2 foram confirmados. Em todo o Estado, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde do Rio foram registrados no mesmo ano, 39.082 casos de chikungunya, 14.763 de dengue e 2.339 de zika. Até o início do último mês, o índice para este ano chegava a 3.289 casos de chikungunya, 1.304 de dengue e 73 registros de zika.

SAIBA MAIS

O Aedes aegypti é um inseto doméstico, que sobrevive dentro de casas onde tenham água parada. Nestes locais são depositados os ovos que mais tarde proliferam. É importante manter sempre o ambiente limpo e seco, evitando poças d’água. Também é recomendado o uso de telas em janelas e portas, mosquiteiros e repelentes.

A febre alta é um dos sintomas da dengue, seguida de dores pelo corpo. No caso do zika, sua principal característica são as manchas avermelhadas. Já a chikungunya vem acompanhada de febre alta e fortes dores nas articulações. A avaliação de um profissional de saúde é essencial para quem estiver sofrendo alguma destas alterações físicas.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !