Bruno Lee parte para África em missão

0

Como prova de que Deus é caprichoso em detalhes e dá grandes missões a corações convertidos e sinceros, o A VOZ DA CIDADE conta a história do cantor gospel Bruno Lee, que parte nesta segunda-feira, dia 23, para missão em Luanda, capital de Angola, no continente Africano. Há 16 anos ele trocou os palcos seculares e parceria com grandes grupos de sucesso nacional, para dedicar o talento exclusivamente à missão que Deus lhe confiara após sua conversão, em 2001. O jovem segue agora como instrumento de Deus para transformar vidas através da música e dar assistência aos necessitados, enxergando claramente que tal missão é transformadora para muitos e, principalmente para ele, que busca com tudo isso se tornar uma ferramenta ainda melhor ao próximo.

“Conheci Cristo quando minha mãe adoecer, em 2001. Era um cantor secular e desde então, passei a cantar para o público gospel. As parcerias também mudaram; gravei meu primeiro CD com Thalles Roberto e depois meu DVD Vou dar um boxe… Nunca imaginei que um dia minha música chegaria à África e que um dia iria pra lá em missão”, resume o cantor sua trajetória.

O primeiro contato com a África começou no lar. Bruno Lee, casado e pai de duas filhas, disse que ao ver na televisão notícias sobre as condições do povo africano, orou por eles junto a filha de 03 anos. “Pouco depois recebi uma ligação do Selson Lukia, da Rádio Gospel Angola, querendo saber mais sobre meu trabalho e dizendo que minha música estava tocando lá. No primeiro contato cheguei até a pensar que era um trote, mas fui percebendo que era uma nova missão que Deus preparava pra mim”, revela.

Após seu projeto ‘Dando um Boxe’ ter repercutido no continente, cantor gospel ficará 15 dias em Luanda realizando trabalhos sociais

Há três meses, durante conversa na casa do também cantor gospel Lázaro (ex-Olodum), e na companhia de Sandro Nazireu (ex-tecladista da Banda Mel), os três amigos que tiveram suas vidas transformadas por Deus, aderindo ao gospel, falaram sobre a Rádio Gospel Angola, inclusive que integrantes do veículo de comunicação estariam no Sul do país, na cidade de Curitiba, no Paraná.

“Não ia conseguir encontrá-los no mesmo dia, pois a passagem de ida e volta comprada assim, em cima da hora, é muito cara. Mas, graças a Deus, no dia seguinte consegui ir ao encontro deles; logo recebi o convite para ir até Luanda em missão, que começa hoje”, cita Bruno Lee, acrescentando que permanecerá na capital da Angola por 15 dias, realizando obras sociais em comunidades carentes locais, como entrega de mantimentos (sopões) e karaokê entre as crianças. “Lá não é como aqui no Brasil, onde existem inúmeras classes sociais. Em Luanda ou se é milionário ou miserável”, ressalta.

PORQUE A ÁFRICA?

Bruno Lee diz que essa, a princípio, é uma missão pessoal. “Vou para o deserto e creio que Deus preparou isso dessa forma para que eu cresça como pessoa; como ser humano primeiro. Não estou preocupado com a ida, pois seu que Deus já providenciou tudo. Penso agora no meu retorno até lá, antes mesmo de ter chegado. Eu consegui tirar meu passaporte, visto de vacinação, título da Capelania Nacional Angolana, passagens, doações para os africanos (microfones, caixas de som, computadores, 50 quilos em Bíblias e livros) e 20 pessoas para seguirem comigo em missão já no próximo ano. Tudo isso é inacreditável aos olhos humanos, mas é a revelação da providência de Deus; de Sua ação”, conclui o cantor, que em dezembro lança seu novo trabalho, que tem como música destaque “Lugar Secreto”, já em recém-parceria com a gravadora Central Gospel.

error: Conteúdo protegido !