Trabalho de Tutuca na Setur visa entregar um interior do Estado mais qualificado no turismo

0

Fizemos um planejamento e, foi um dos pedidos do governador Cláudio Castro quando me convidou, que de fato interiorizasse a promoção do turismo no Estado. Reconhecemos que temos nossa capital que é a grande vitrine, mas temos tesouros no interior com destinos turísticos muito belos

ESTADO/SUL FLUMINENSE

Gustavo Tutuca assumiu no final de novembro de 2020 a Secretaria de Estado de Turismo (Setur). E isso quando a pandemia de Covid-19 ainda era desconhecida, sem previsão da vacinação, restando o desafio de ingressar numa pasta onde a locomoção de pessoas seria fundamental para fomento do setor. As dificuldades já eram e seriam inúmeras, mas Tutuca aceitou a missão e passados quase 14 meses, pouco mais de um ano, conta que os frutos já podem ser colhidos.

Ele provavelmente deixará a secretaria no início de abril devido ao período de desincompatibilização, por conta do ano eleitoral, para retornar à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), onde é deputado estadual. Tutuca está em seu terceiro mandato e se licenciou para assumir a secretaria. Passado esse tempo, destaca que todo o caminho trilhado culminará, com a continuidade das ações planejadas e em andamento, na entrega no final deste ano de um interior do Estado mais qualificado no turismo, com reconhecimento nacional e internacional, além de grande aumento de fluxo turístico.

Em entrevista ao A VOZ DA CIDADE, Gustavo Tutuca fez um balanço do que fez desde quando assumiu a secretaria e os projeto futuros. “Sabíamos que seria difícil, estávamos vivendo uma pandemia quando assumi, muitas previsões feitas na época não se concretizaram devido a vacina e vivíamos mesmo naquele momento uma situação de muito desconhecimento. Fizemos um planejamento e, foi um dos pedidos do governador Cláudio Castro quando me convidou, que de fato interiorizasse a promoção do turismo no Estado. Reconhecemos que temos nossa capital que é a grande vitrine, mas temos tesouros no interior com destinos turísticos muito belos”, lembrou o secretário.

APROXIMAÇÃO DO INTERIOR COM QUALIFICAÇÃO

Tutuca disse que o pedido do governador quando assumiu foi que tornasse o interior forte no turismo – Foto: Divulgação


Paralelo a esse entendimento, a Secretaria de Estado de Turismo iniciou uma série de ações visando qualificar e se aproximar do interior. Foi feito inicialmente o 1º Encontro de Gestores Públicos de Turismo, realizado em Niterói. Depois, elaborados fóruns para acontecerem nas 12 regiões turísticas. Eles já foram realizados em quatro delas – Vale do Café, Costa do Sol, Serra Verde Imperial e Costa Verde. “Nesses fóruns debatemos os gargalos e necessidades, levamos palestrantes para debater novas ideias, nos aproximando dos gestores e discutindo as particularidades de cada região”, apontou, lembrando que dos 92 municípios já visitou 87 e até fevereiro completará toda a lista.

Tutuca ainda lembrou que criaram núcleos de Atendimento do Turismo Fluminense, uma consultoria de forma online, para esclarecimentos aos gestores das cidades. “Isso ainda no auge da pandemia fizemos atendimentos a 25 municípios”, lembrou o secretário, ressaltando ainda outras ações, como a ampliação do Programa de Excelência e Gestão do Turismo Fluminense; qualificação de 300 gestores de 73 cidades; o Programa de Capacitação para os vereadores do estado atualizando o que foi feito em termos de lei para que possam aplicar nos respectivos municípios; além das Carteiras Nacionais de Artesãos que estavam paralisadas (foram quase mil emitidas no ano passado).

TURISMO PRESENTE

Trabalho de Tutuca na Setur visa entregar um interior do Estado mais qualificado no turismo – Foto: Divulgação


Nesse mês, a Secretaria de Estado de Turismo e a Secretaria de Estado de Cidades lançaram o Programa Turismo Presente, que prevê obras de infraestrutura turística no estado do Rio de Janeiro. Serão ações voltadas para melhoria da infraestrutura turística regional e municipal. Segundo Gustavo Tutuca, secretário de Estado de Turismo, o projeto inicial é da ordem de R$ 100 milhões já autorizados dentro do Plano Anual de Contratações (PAC). “Nunca existiu um programa estadual desse nível. Identificamos necessidades das cidades e agora as prefeituras vão enviar os projetos dos seus interesses. Uma cachoeira bonita pode ser um atrativo, mas a grande diferença para transformar esse atrativo em produto turístico é promover infraestrutura para o turista. Nosso planejamento inicial foi reconhecer os problemas, qualificar os gestores e destinos do interior, além de fazer uma grande campanha de promoção de todo o nosso estado. Com as medidas de flexibilização tudo isso começou a dar frutos”, disse o secretário Tutuca, enfatizando que os feriados do final do ano já demonstraram, com mais de 90% de ocupação hoteleira em todo o estado.

Além disso, outra ação da Secretaria de Estado de Turismo é um programa de sinalização turística, outro gargalo identificado no Estado. “Fizemos a licitação de mais de R$ 60 milhões em sinalização turística e vamos continuar com nosso trabalho de promoção do turismo. Além do turismo nacional, vamos expandir agora para o internacional para atrair o turista do hemisfério norte no segundo semestre deste ano”, completou.

O Projeto Verão é uma novidade a ser lançada pela Secretaria de Estado de Turismo. Será a partir do dia 27 deste mês em dois pontos, um fixo e outro itinerante. Em Copacabana será o ponto fixo, onde será instalado um contêiner com um espaço interno e no terraço para fotografia da paisagem. Um drone fará uma foto aérea da pessoa. O itinerante percorrerá oito pontos de interesse turístico no estado, nos mesmos moldes, começando pela região da Costa do Sol e terminando na Costa Verde no dia 27 de março. A ideia é difundir o turismo em cada local, criando proximidade com cada região e marcando as belezas naturais.