Sassaricando – Oscar Nora – 27 de junho de 2020

0

Foto: Divulgação

A nuvem de gafanhotos que começou no Paraguai voando em direção ao Uruguai, Brasil e Argentina foi um dos assuntos mais comentados na semana que está acabando. Considerado uma praga, pois é capaz de causar prejuízos incalculáveis ao agronegócio, o episódio também gerou piadas irreverentes.
+
Entre elas, dois opositores do presidente conversam e um pergunta ao outro: a nuvem de gafanhotos está chegando. Já podemos por a culpa no Bolsonaro ou esperamos um pouco mais? Até pode ser uma piada sem graça, mas nos remete ao campeonato estadual que recomeçou parando e que agora paramos para ver se de fato ele recomeça.
+
Todos os jogos estão programados para este domingo e completam a penúltima rodada da Taça Rio: 11 horas, Botafogo x Cabofriense, na Arena Nilton Santos; 15 horas Madureira x Resende, em Conselheiro Galvão; 16 horas Vasco da Gama x Macaé, no Estádio São Januário e, às 19 horas, também na Arena Nilton Santos, Fluminense x Volta Redonda.
+
Como a partida do Vasco terá exibição na televisão aberta e os jogos do Botafogo e do Fluminense x Volta Redonda estarão disponíveis em canais fechados, tudo parece acertado entre a Rede Globo e os clubes, com exceção do Flamengo. Também com exceção do Flamengo, os fiscais sanitários não gostaram do que viram ao periciar as precauções tomadas pelo Vasco, Fluminense e Botafogo para combater o Coronavírus-Covid-19.
+
Como a pandemia tem trazido medo, dúvidas e significativas transformações – dizem até que, se antes era o cachorro que fazia xixi no poste, agora é o poste que faz xixi no cachorro – tudo pode acontecer. Essa a razão, ainda que absurda, de fazer como São Tomé: esperar para ver se nada mudará até o final da noite de amanhã.
+
O Flamengo é o clube brasileiro de maior qualidade, maior torcida, maior investimento e melhor gestão no país. Seu peso é diferenciado. Por essa razão está certo ao exigir condições financeiras mais vantajosas para ter seus jogos exibidos na televisão, especialmente no cenário do Rio de Janeiro. A MP do presidente Bolsonaro, determinando que a negociação dos direitos de transmissão fique a cargo dos clubes mandantes, fortalece a posição do Flamengo
+
O que o Flamengo deseja é a ponta do iceberg inteiro que já existe na Europa. Também fortalece a antiga ideia de criação de uma Liga dos clubes brasileiros. Nunca como antes, as negociações dos direitos de imagem estiveram tão perto dos clubes. À CBF e às federações brevemente caberão apenas a organização e administração burocrática dos torneios.

error: Conteúdo protegido !