Prefeitura implanta nova subestação de energia elétrica no Hospital de Emergência, em Resende

0

RESENDE

Já está na fase final à instalação da nova subestação de energia elétrica do Hospital Municipal de Emergência Henrique Sérgio Gregori, localizado no bairro Jardim Jalisco. Os trabalhos permitirão aumentar a capacidade de fornecimento de energia na unidade hospitalar. Para que isso aconteça, a subestação de energia antiga está sendo recuperada e uma nova instalada. De acordo com a Secretaria de Obras e Serviços Públicos, o projeto deve ser concluído no final de fevereiro. Dados da Secretaria de Obras informa que o aumento da capacidade de distribuição de energia passa pela restauração da antiga subestação – que sofreu um incêndio em 2017 e ficou deteriorada. Ela estava em operação desde 1994, quando o hospital foi inaugurado. O projeto contempla ainda as adequações necessárias para o funcionamento de novos aparelhos de ar-condicionado, médicos e de lavanderia, além de vislumbrar uma futura ampliação da unidade.

O prefeito Diogo Balieiro Diniz (Democratas) explicou que as novas instalações são necessárias para o pleno funcionamento do hospital, além de serem realizadas por medida de segurança. “Estamos empenhados para que o hospital, que é referência na região, esteja preparado para inovações e comporte a demanda com maior segurança. As fontes de energia são primordiais para que a unidade tenha condições de suprir qualquer eventualidade, pois existem aparelhos que jamais podem ser desligados. O progresso depende de reajustes e uma visão antecipada para o abrigo de novas tecnologias. O ambiente ainda precisa ser humanizado e trazer conforto para amenizar um pouco a dor dos pacientes. E para dar continuidade às adequações, o Programa Revitaliza Resende chegou ao Hospital de Emergência, na semana passada. A população resendense merece poder contar com um espaço mais harmônico e acolhedor”, destacou o chefe do Executivo.

SUBESTAÇÕES

O hospital atende nove mil pacientes em média por mês e é referência em atendimentos emergenciais no Sul do Estado, mas contava com uma única subestação, que possuía capacidade de 600kVA (kilovoltamperes), e dois geradores para casos de urgência, com 150kVA e 180kVA cada um.

A unidade terá uma subestação nova, totalmente equipada, inclusive com cabine blindada para o controle de funcionamento. Desta forma, a antiga passará a ficar como reserva de fonte com a mesma capacidade. Cada subestação será movida por dois transformadores – sendo a unidade com potência de 300kVA. Atualmente, a unidade hospitalar necessita de 500kVA para permanecer em funcionamento.

Com a construção da nova subestação e a reestruturação da antiga, também foram necessárias readequações nos quadros para distribuição de energia do hospital, com sistema de proteção de aterramento voltado aos aparelhos. Os trabalhos envolvendo toda a estrutura, que obedecem aos parâmetros da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), contam com cabeamento, novos transformadores, quadros e disjuntores, pintura, equipamentos para a central de controle, entre outros.

A Secretaria de Obras aguarda a chegada dos novos transformadores bem como a entrega da manutenção dos antigos, que são feitos em empresas especializadas do ramo. Aproximadamente 90% dos quadros internos de distribuição de energia foram finalizados.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !