Prefeitura de Barra Mansa aposta em plantio de mudas como atividade terapêutica para abrigados do Centro de Lazer

0

BARRA MANSA

As Secretarias de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e de Assistência Social e Direitos Humanos de Barra Mansa se aliaram na promoção de atividades voltadas ao resgate da cidadania dos moradores em situação de rua, abrigados no Centro de Lazer Feliz da Vida. Durante toda essa semana, eles tiveram a oportunidade de realizar o plantio de espécies da Mata Atlântica, em localidades diferentes do município. Nesta sexta-feira (5), o plantio foi realizado no entorno da quadra esportiva do Parque Independência.  A atividade foi proposta como função terapêutica e de bem estar físico e mental.

Para um dos abrigados, identificado aqui apenas com as iniciais, P.A, toda a experiência que vem sendo realizada, através da Prefeitura, por meio do Projeto Renascer, tem sido etapas importantes para uma efetiva mudança de vida. “Estamos recebendo apoio, orientações e atividades que buscam nos capacitar para o mercado de trabalho. Ninguém vai morar na rua por que quer. São fatores, que na maioria das vezes, fogem do nosso controle. Como por exemplo o abuso de drogas. Essas mudas que plantamos, vão crescer e melhorar a qualidade do ar. Ao mesmo tempo, a gente em contato direto com a terra, consegue estabelecer um elo com o planeta e começa a enxergar novas perspectivas de vida”, destacou.

A gerente de Proteção Especial, da Secretaria de Assistência Social, Edilene Moreira, e a coordenadora do Centro POP, Raquel Ferreira Oliveira Alves, disseram que o plantio pode ter efeito antidepressivo e relaxante. “No momento em que mexe na terra, a pessoa está canalizando sua atenção para algo que dá prazer. È um momento que também possibilitar o exercício de responsabilidade com a vida, já que plantar exige a paciência para esperar a germinação, o florescimento e, ainda de entender que nem sempre haverá sucesso ao cultivar o solo. É um reaprendizado de vida”.

Para o secretário de Meio Ambiente, Vinícius Azevedo, a experiência desenvolvida com os abrigados tem sido muito positiva. “Além do plantio, eles estão recebendo, especificamente da nossa Pasta, um curso rápido sobre artes com pneus. É um aprendizado de mão dupla, pois eles também têm muito a nos ensinar. São lições de vida e isso é importante demais”, disse.

O plantio, segundo o gerente de Reflorestamento, Ricardo Turbay, foi realizado nos bairros Roberto Silveira, Moinho de Vento, Nova Esperança e Parque Independência. “Em uma semana, plantamos cerca de 150 mudas de tarumã, ypês amarelos e brancos, que são cultivadas no Horto Municipal Carlos Roberto Firmino. O projeto terá prosseguimento e nossa meta é reflorestar áreas ambientalmente degradadas do município, possibilitando a redução dos índices de erosão do Rio Barra Mansa e contenção de encostas”, concluiu.

error: Conteúdo protegido !