Polícia Civil prende sete por associação criminosa e furto duplamente qualificado, em Paraty

0

PARATY

Agentes da 167ª Delegacia de Polícia (DP), de Paraty, coordenados pelo delegado titular, Marcello Russo, detiveram na tarde deste sábado, 11, sete pessoas, sob suspeita de estarem cometendo furtos em estabelecimentos comerciais do município, entre restaurantes, material de construção, lojas de roupas, sapatos e outros. Todos os presos, entre eles duas mulheres, foram indiciados por associação criminosa para prática de crimes e furto duplamente qualificado por arrombamento.

Segundo o delegado, os suspeitos, aproveitando o esvaziamento nas ruas da cidade devido ao isolamento por causa do coronavírus (Covid-19), vinham praticando furtos a várias lojas do comércio no Centro Histórico de Paraty. Ainda de acordo com o delegado, o grupo vendia os produtos roubados na cidade e, principalmente em Angra dos Reis. “O lucro arrecadado era dividido entre eles”, contou o delegado.

Marcelo Russo informou ainda que, após análise de imagens de câmeras e segurança, depoimentos de testemunha e das vítimas, além de pesquisas do Sistema de Inteligência Policial (SIP), os policiais conseguiram identificar todos os envolvidos, sendo todos maiores de idade. “Seis dos presos são moradores de Paraty e somente um reside em Mambucaba”, informou o delegado, ressaltando que os objetos furtados já tinham sido desfeitos e negociados pelos suspeitos, mas eles não souberam informar que são os receptores. “No depoimento, dois confessaram os crimes e ainda delataram outros. Já os demais ficaram em silêncio”, concluiu Marcello Russo.

 

 

error: Conteúdo protegido !