Momento celebrativo homenageia 4º Bispo diocesano

0

SUL FLUMINENSE
Na manhã desta quinta-feira, dia 30, o Bispo diocesano, Dom Luiz Henrique, o prefeito de Volta Redonda, Antônio Francisco Neto, padres que compõe o clero diocesano e autoridades do município participaram do momento celebrativo em homenagem a Dom Altivo Pacheco Ribeiro, 4º Bispo da Diocese. Foi realizado o descerramento da placa identificando a rua de acesso ao Bispado, agora renomeada com o nome do primeiro Bispo a residir na cidade de Volta Redonda.
Em 26 de janeiro de 1965, a Santa Sé aprovou a extensão da Sede de Barra do Piraí para Volta Redonda, este processo foi iniciado pelo seu antecessor Dom Agnelo Rossi. Assim, em 08 de abril de 1965, Dom Altivo transferiu a sede administrativa da Mitra Diocesana para a cidade de Volta Redonda. “O motivo dessa homenagem é justamente homenagear Dom Altivo, pois dentre os bispos da Diocese ainda faltava uma homenagem justa ao primeiro bispo a residir na cidade”, destacou Dom Luiz Henrique. Ele ainda completou que a extensão da sede diocesana permite uma melhor atenção a todos os municípios. “Portanto, destaco o mérito de Dom Altivo de dar continuidade a essa visão de Dom Agnelo, que hoje a extensão da sede de nossa Diocese é aqui em Volta Redonda, desta forma permitindo ao Bispo diocesano pode melhor atender a realidade toda a região”, ponderou.
Dom Altivo Pacheco participou do Concílio Vaticano II, com o lema episcopal “Cristo em Todos” pregação era orientada pelos moldes de uma catequese objetiva, estruturada na Sagrada Escritura, na tradição, transmitia aos fiéis a mensagem do Evangelho de forma acessível a todos. Ele esteve na Diocese de 1963 a 1966 e ordenou o Monsenhor Nobuo Sano, que hoje aos 87 anos, expressa sua satisfação em celebrar este momento: “É uma grande alegria poder participar da inauguração da rua Dom Altivo Pacheco Ribeiro, que me ordenou em 1964, infelizmente ele passou pouco tempo em nossa Diocese, apenas 3 anos e meio, mas fico grato por podermos fazer essa singela homenagem a ele”.
O encontro foi encerrado com o descerramento da placa indicando o novo nome da rua. “Que através desse gesto de resgate da memória, porque o tema de nosso Centenário recorda isso: ‘Memória, gratidão e missão’ possamos reconhecer e agradecer todo o trabalho de nossos antecessores, aqueles que deram suas vidas a Diocese”, finalizou Dom Luiz Henrique.