Homem é preso após agredir mulher e atacar DPO na Cidade Alegria, em Resende

0

RESENDE

Um dia de fúria. Assim pode ter sido a quarta-feira, dia 15, de um homem de 26 anos. Após agredir a mulher, também de 26 anos, o suspeito não se contentou e atacou o Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) do 37º Batalhão da Polícia Militar (BPM) localizado no bairro Cidade Alegria, considerado o maior conjunto habitacional do município. No ataque, o homem apedrejou o vidro da porta principal e quebrou a parte superior do muro de uma das laterais do destacamento. O agressor foi preso após ser contido por policiais de duas guarnições que foram socorrer o militar que estava de plantão na hora do ataque.

Pedras jogadas pelo suspeito quebrou vidro da porta do Destacamento de Policiamento Ostensivo-Redes Sociais

O ataque aconteceu por volta das 20h30min, no DPO localizado na Avenida das Mangueiras. Um policial estava de serviço na permanência quando foi surpreendido por fortes barulhos na porta de vidro. O militar ao perceber que o local seria invadido, efetuou um disparo em direção à porta, que já estava quebrada e, em seguida se abrigou para se proteger. “O militar pediu ajuda para outras guarnições. No local, os militares conseguiram deter o suspeito que estava totalmente transtornado. Ele jogou pedras no vidro da porta de entrada e ainda quebrou a parte superior do muro do DPO”, contaram os policiais, informando que minutos depois de ter feito a prisão do suspeito, sua companheira chegou ao Destacamento e contou que foi agredida. “A mulher contou que minutos antes de atentar contra o Destacamento, seu companheiro foi até sua residência, a agrediu e ainda destruiu o local”, informaram.

O tiro disparado pelo policial militar para se defender da agressão acabou atingido à porta de um Citroën C3 de cor prata, tendo o projétil ficado alojado na lataria. Nenhuma pessoa ficou ferida.

Parte da lateral superior do muro do DPO também foi quebrada -Redes Sociais

O agressor foi encaminhado para a 89ª Delegacia de Polícia Civil (DP) onde foi autuado em flagrante por danos ao patrimônio publico, resistência, danos simples e violência doméstica de acordo com a Lei Maria da Penha, permanecendo preso. Ele deverá ser apresentado nos próximos dias na Cadeia Pública de Volta Redonda para audiência de custódia.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !