Cinco espetáculos serão encenados no I Circuito Teatral de Resende

0

RESENDE

O final de semana será cultural no município. A prefeitura, por meio da Fundação Casa da Cultura Macedo Miranda, promove neste mês, o I Circuito Teatral de Resende. Ao todo cinco peças teatrais serão apresentadas por grupos e artistas da cidade. O evento acontecerá no auditório do Colégio Estadual Olavo Bilac, no bairro Campos Elíseos, principal Centro Comercial da cidade, nos dias 12, 13, 14, 19 e 20. A entrada é gratuita.

O I Circuito Teatral de Resende foi possível devido ao edital lançado pela Fundação Casa da Cultura Macedo Miranda, que selecionou cinco espetáculos de grupos teatrais, sendo um voltado para o público infantil e quatro para os adultos. O evento busca promover o desenvolvimento cultural, valorizar a arte teatral, fomentar a cultura local, democratizar o acesso à arte, potencializar as ações de criação, produção e formação de plateia.

Para o presidente da Fundação Casa da Cultura Macedo Miranda, Thiago Zaidan, o retorno da atividade teatral em Resende após dois anos de interrupção devido à pandemia, é muito gratificante. “Sabemos da importância do teatro para a cultura resendense e de como os artistas foram prejudicados com a impossibilidade de exercer suas atividades nos últimos anos. A criação do Circuito Teatral serve como um incentivo para a retomada do fazer teatral”, explica Zaidan.

PROGRAMAÇÃO

A abertura do I Circuito Teatral será nesta sexta-feira, dia 12, às 16 horas, com apresentação do espetáculo infantil: “Era Uma Vez…Um Lobo”. Já no sábado, dia 13, o público adulto poderá conferir a peça “Você Tem o Direito de Permanecer Calado”, às 19 horas. E no domingo, dia 14, às 19 horas, a apresentação será do monólogo “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, baseado no clássico de Machado de Assis, para o público adulto. O evento cultural retorna na semana seguinte, com apresentações no dia 19, às 16 horas, com o espetáculo poético-musical: “Vinícius de Moraes… É Demais!”, e no sábado, dia 20, às 19 horas, será a peça “Ta Azor”.