Cidades do Sul Fluminense registram aumento significativo de casos e óbitos por Covid-19

0

SUL FLUMINENSE

O A VOZ DA CIDADE realizou um levantamento dos últimos boletins epidemiológicos divulgados pelas prefeituras de Volta Redonda, Barra Mansa e Resende, com o objetivo de analisar o número de casos confirmados, curados, ativos e óbitos por Covid-19. De acordo com a pesquisa realizada, do dia 5 até o dia 27 deste mês, ontem, as cidades registraram um aumento significativo no número de mortos e positivados com a doença.
Volta Redonda é a cidade com mais habitantes entre as citadas e, consequentemente, a que apresentou mais casos com a doença. O último boletim epidemiológico registrou 16.339 pessoas confirmadas com Covid-19, destes, 13.820 estão curados, 385 faleceram. São 2.134 casos ativos no município. Além disso, Volta Redonda imunizou 2.159 pessoas do grupo prioritário.
Na primeira semana do mês a cidade do Aço registrava 11.907 confirmados, 10.255 curados, 309 óbitos e 1.343 ativos. Fazendo um comparativo da primeira semana até a última quarta-feira, dia 27, a cidade registrou 4.432 novos casos positivos e 76 mortos. Foi um aumento de 37% no número de confirmados e de 24% nos óbitos.
Em Barra Mansa, o último boletim epidemiológico de ontem constatou 7.997 confirmados, 7.126 curados, 250 óbitos e 421 ativos. Até o momento a cidade imunizou 1.534 pessoas contra Covid-19. Na primeira semana de janeiro, eram 6.668 confirmados, sendo 6.200 curados, 209 óbitos e 259 casos ativos. O A VOZ DA CIDADE apurou que apenas durante esse tempo, um intervalo de 22 dias foram registrados mais 1.329 novos casos positivos e 41 óbitos. Um aumento de 19% de casos confirmados e do mesmo número de óbitos.
Já em Resende, o último boletim epidemiológico divulgado até o fechamento desta edição foi o da última terça-feira, 26. Ele apresentava 6.937 casos confirmados, 6.536 curados, 216 óbitos e 185 casos ativos. De acordo com as últimas informações apuradas, foram imunizadas 1.872 pessoas.
Na primeira semana do mês, eram 5.069 confirmados, 4,761 curados, 191 óbitos e 117 casos ativos. Desde o dia 5 de janeiro até a última terça-feira, foram quase dois mil casos positivados e 25 óbitos a mais. Em termos percentuais o aumento nesse período foi de 36% nos positivados e 13% nos óbitos.

error: Conteúdo protegido !