Tempestade provoca queda de árvores e falta de energia em Resende e Itatiaia

0

AGULHAS NEGRAS

O temporal que atingiu a Região das Agulhas Negras por volta das 19h30min de terça-feira, dia 20, provocou a queda de árvores obstruindo ruas em Resende e Itatiaia, atingindo ainda a fiação do sistema de energia elétrica que assiste moradias nestas cidades, segundo informações da Defesa Civil de cada município envolvido.

Em Resende, a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil confirmou ao A VOZ DA CIDADE que em aproximadamente uma hora de tempestade foi registrado o índice pluviométrico de 52,6 milímetros e ventos de aproximadamente 80 quilômetros por hora. O temporal que atingiu principalmente as regiões do Manejo e Grande Alegria provocou a queda de pelo menos seis árvores, retenção de água nas vias públicas e falta de energia. Ao longo do dia as equipes da Defesa Civil e da Agência Municipal do Meio Ambiente de Resende (Amar) realizaram a retirada das árvores, como na Avenida General Affonseca, na Vila Julieta. Foram 15 servidores envolvidos utilizando uma retroescavadeira, dois caminhões basculantes e dois caminhões munck. Durante o temporal houve pontos de retenção de água nos bairros Cidade Alegria com a elevação do Canal Central; na Vila Julieta com vias como Padre José Sundrup, trechos da Avenida Coronel Mendes e ainda bairros Parque Ipiranga e Vila Santa Isabel. Não houve invasão a imóveis, pois logo que cessou o temporal a vazão dos bueiros escoou a água retida na rua.

Os galhos de árvores prejudicaram o fluxo em vias da região do Manejo

Ao menos seis árvores caíram em Resende, afetando principalmente a região do Manejo. Na Avenida General Affonseca a queda de parte de uma parede danificou veículos que estavam estacionados à venda, no interior de uma agência de carros. A queda de árvores além de prejudicarem o tráfego de veículos em algumas ruas do Grande Manejo também provocou a falta de energia elétrica em diversas ruas. Os galhos caíram sobre a fiação, interrompendo o fornecimento em pontos específicos e por medida de segurança, a concessionária do serviço teria desligado a rede central de abastecimento em algumas localidades atingidas para evitar acidentes. O serviço foi normalizado ao longo da quarta-feira, mas alguns moradores da cidade chegaram a ficar até 12 horas sem luz, como no Jardim Oeste. Na Vila Julieta (Alvorada), a moradora Marli Medeiros ficou mais de cinco horas sem energia e a insulina do marido, que precisa ser mantida em ambiente refrigerado, foi danificada. Na Liberdade, a moradora Rayanne Noves também criticou a falta de energia ao longo da madrugada de quarta-feira, pelos transtornos da chuva. E Larissa Rocha, endossou que no Parque Ipiranga basta ameaçar chover que a energia é interrompida. Além das residências, a queda de energia prejudicou o sistema dos semáforos no trânsito, que voltaram a funcionar normalmente ao longo da quarta-feira.

Questionada pela reportagem do A VOZ DA CIDADE sobre o restabelecimento do serviço, a Enel Distribuição Rio informou através de nota oficial que técnicos trabalhavam para normalizar o serviço o mais rápido possível. Segundo a empresa ao menos 15 bairros foram prejudicados pela falta de energia em Resende: Cidade Alegria, Ipiranga I, Ipiranga II, Morada da Colina, Vila Julieta, Boa Vista I, Boa Vista II, Mirante das Agulhas, Casa da Lua, Morada da Montanha, Jardim Oeste, Morada das Agulhas, Morada do Bosque, Mirante da Serra e Nova Resende.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Resende, Atanagildo Oliveira Alves, na zona rural o temporal desta terça-feira não provocou problemas na Serra do Eme (RJ-161), que segue o cronograma de manutenção até o fim desta semana: quinta-feira paralisação de trânsito entre 8h e 11 e de 13h às 17h; na sexta-feira – sistema ‘siga e pare’ e aos sábados e domingos o fluxo é livre.

ÁRVORES EM ITATIAIA

O temporal também gerou transtornos com queda de árvores em Itatiaia. Segundo informações do governo municipal ao menos três árvores caíram na terça-feira, durante a tempestade, situadas nas seguintes localidades: Rua Dona Apolinária, no Centro; Rua Raul Cotrim, no Centro e a terceira na Rua Bom Jesus de Santana, na Vila Magnólia. Segundo a prefeitura, as árvores atingiram a rede elétrica, provocando danos no fornecimento. Não houve feridos e o serviço de desobstrução das vias foi providenciado imediatamente.

Segundo a Enel, até o fechamento desta reportagem os técnicos trabalhavam restabelecendo o serviço tanto em Itatiaia quanto em algumas localidades em Resende. Em situações de falta de energia os moradores devem ligar para a Enel pelos telefones que funcionam durante 24 horas: 0800 28 00 120 (de telefone fixo), 0800 28 24 022 (de telefone celular) e 0800 28 21 887 (para deficientes auditivos). É preciso informar o número do cliente que consta na fatura mensal.