Sindicato dos Metalúrgicos entra com ação de “Obrigação de Fazer” contra o Metalsul

0

VOLTA REDONDA

A Convenção Coletiva 2017/2018 ainda não foi assinada, mesmo depois da aprovação unânime das empresas que compõem o Sindicato Patronal (Metalsul) e os respectivos trabalhadores. A demora para a assinatura do Acordo obrigou o Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense a recorrer à Justiça através de uma ação de “Obrigação de Fazer”, que deverá colocar um ponto final na Campanha Salarial do ano passado.

Segundo informou o presidente do Sindicato, Silvio Campos, haverá uma audiência, no próximo dia 29, na Justiça do Trabalho, para o julgamento da ação. Silvio explicou que a expectativa é que a Justiça seja feita e que os trabalhadores possam ter seus direitos reconhecidos.

Quanto às negociações da Convenção Coletiva de 2018/2019, Silvio informou que já foram encerradas. Lembrou que só está faltando a assinatura dos representantes do Metalsul.

NEGOCIAÇÃO COM A ARCELOR MITTAL

Segundo Silvio Campos, desde que a Arcelor Mittal iniciou o seu processo de mudança administrativa, o Sindicato dos Metalúrgicos vem negociando com os seus representantes alguns benefícios para os trabalhadores. E, no início do mês, de acordo com o sindicalista, em reunião com a empresa, reivindicou a extensão do prazo de uso do plano de saúde até janeiro e o fornecimento de cesta básica a todos os demitidos, que ainda não haviam sido favorecidos, a partir de abril. “A empresa garantiu a cesta básica para todos somente a partir de agosto e o plano de saúde foi negado”, informou o presidente.

O sindicalista lembrou que, durante a reunião, o Sindicato questionou a PLR, que não tem nem a definição das metas e critérios, até agora. “E a empresa vai pagar um salário base no próximo dia 9, a título de gratificação. E a 2ª parcela será paga em maio de 2019. E outro ponto cobrado foi a entrega da cesta de Natal, que está garantida. O Sindicato ainda está se empenhando na conquista de mais melhorias”, concluiu Silvio.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !