Sassaricando – Oscar Nora – 18 de maio de 2019

0

Foto: CBF/Divulgação

Ao anunciar quais jogadores irão formar o grupo da seleção brasileira na Copa América entre 14 de junho e 7 de julho, Tite declarou que esta foi a lista mais difícil de elaborar desde que assumiu o comando da seleção nacional. O treinador alegou que lesões e surpresas de última hora o encheram de dúvidas.
+
Em que pese os desafios que foi obrigado a superar, uma coisa é certa: nas escolhas feitas, Tite montou a espinha dorsal com a base do elenco que defendeu a seleção brasileira na Copa do Mundo do ano passado. Entre os 23 convocados, 14 são remanescentes do Mundial da Rússia.
+
Alisson, Ederson, Cássio, Marquinhos, Thiago Silva, Fagner, Filipe Luís, Miranda, Coutinho, Casemiro, Fernandinho, Firmino, Gabriel Jesus e Neymar, repetem a convocação. Todos eles provaram as delicias do caviar e do strogonoff, mas também provaram o gosto amargo da perda da Copa.
+
Com exceção de Daniel Lopes, raposa felpuda na seleção brasileira faz bastante tempo, os novatos são o lateral Alex Sandro (Juventus); o zagueiro Éder Militão (Porto); os meio-campistas Allan (Napoli), Arthur (Barcelona) e Lucas Paquetá (Milan); e os atacantes David Neres (Ajax), Richarlison (Everton) e Everton, do Grêmio.
+
Na lista de Tite, a ausência de Fabinho, presente em todas as convocações desde a Copa do Mundo, chamou a atenção e disparou uma pergunta: por que Tite não priorizou uma renovação para a Copa do Mundo de 2022? Será que a resposta pode ser a necessidade de ganhar a Copa América e garantir sobrevida à frente da seleção brasileira?
+
Os jogadores começam a se apresentar na Granja Comary, na próxima quarta-feira. Alisson, Firmino, Everton, Cássio, Fagner e Neymar chegarão mais tarde. Antes de estrear na Copa América, a seleção brasileira fará dois amistosos: contra o Catar no dia 5, em Brasília; e contra Honduras no dia 9, no Beira-Rio.
+
Os principais atletas de wrestling do país lutam neste sábado, a partir das 10h, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro. A competição contará com 30 categorias, dez em cada estilo olímpico: greco-romano, wrestling feminino e livre. Além dos campeões nacionais, o torneio definirá os nove atletas que representarão o Brasil nos Jogos Pan-americanos de Lima 2019.

Foto: Divulgação

A partir de 2019 com 46 edições realizadas, pela quinta vez o Brasil será sede da Copa América, o mais antigo torneio internacional de futebol do mundo. Estarão presentes as seleções dos dez países sul-americanos além do Japão e Catar como convidados. Maior ganhador, o Uruguai venceu 15 vezes a Copa América. Somente o Equador e a Venezuela ainda não conquistaram nenhuma edição do torneio.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !