Saiba o que é ‘Initiative Q’, projeto que promete dinheiro virtual de graça

0

Um texto que parece ter sido copiado e colado descreve um projeto inovador. A promessa é de dinheiro fácil para os primeiros a participar – e tudo que você precisa fazer é se cadastrar neste link e convidar mais pessoas para ser parte do esquema. Pirâmide? Soa como uma, mas não é necessariamente o caso. Esse método de “marketing boca a boca” está sendo usado por um projeto israelense chamado Initiative Q, que promete ser o sistema de pagamento do futuro e dá alguns milhares de “Qs”, a moeda virtual, a quem estiver disposto a participar. E não, não é nenhum esquema fraudulento, garante o fundador da empresa, Saar Wilf.
“Não é como se estivéssemos oferecendo dinheiro de graça para conseguir algo em troca das pessoas”, disse o executivo, também de Israel, a EXAME. “Não há um plano secreto ou esquema enganoso, é só um modo bem razoável de tentar resolver o problema nos meios de pagamento: você cria uma nova moeda e a distribui para quem ajudar a acelerar a adoção.”
Uma nova moeda criada por quem?
Wilf foi diretor do PayPal por dois anos, entre 2008 e 2010. Antes disso, porém, fundou a Fraud Sciences, empresa de prevenção de fraudes e verificação de transações que foi comprada pelo eBay e teve a tecnologia integrada ao sistema de pagamentos em 2008. Foi ainda presidente de um bom número de startups de oito anos para cá, todas focadas no mercado corporativo. Ou seja, experiência, ao menos, o executivo tem.
A proposta de sua Initiative Q é um tanto mais ambiciosa do que a de seus projetos anteriores, no entanto. A iniciativa quer servir como uma moeda, um meio de pagamento único e global, mais ou menos na linha do que é o Bitcoin. Mas com um diferencial bem importante para a criptomoeda: ele não é descentralizado. O executivo, inclusive, acredita que o “sistema auto-gerenciável das criptomoedas é insuficiente para esse propósito”.
Dinheiro, até certo ponto: moedas distribuídas pela Initiative Q ainda não têm valor e só devem poder ser usadas caso o projeto avance como espera seu fundador (Thinkstock/Thinkstock).

*Fonte: EXAME – https://goo.gl/RwGhKK

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !