Resende recebe o primeiro Castramóvel

0

RESENDE

A prefeitura recebeu nesta quinta-feira, dia 27, o primeiro, dos dois módulos do Castramóvel. Os reboques, que são construídos na cidade paulista de Botucatu, serão utilizados no programa Castramóvel, uma espécie de trailer que possui toda a estrutura para realizar castrações em animais e realizar consultas nos bairros distantes da zona urbana e na área rural.

De acordo com o projeto, o Castramóvel funciona como um trailer com toda estrutura necessária para o atendimento. Um deles ficará responsável para realizar castrações em animais e o outro será destinado para realizar consultas. Cada um dos módulos possui quatro salas, sendo uma de preparo animal, outra de antissepsia e paramentação, uma sala cirúrgica e uma de recuperação e prescrição médica.

Trailer possui quatro salas para de preparo animal, antissepsia e paramentação, além de sala cirúrgica, recuperação e prescrição médica-Divulgação

As unidades vão permitir que a prefeitura ofereça o serviço de castração, que atualmente acontece no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), nos bairros mais distantes da cidade, em especial, a zona rural, atendendo famílias que mais precisam. Cada Castramóvel custa em média R$ 90 mil e a aquisição foi possível graças a recursos federais.

O prefeito Diogo Balieiro Diniz (Democratas) informou, em sua rede social, que o primeiro veículo já está no pátio do Centro Administrativo da prefeitura, no bairro Jardim Jalisco. “O primeiro veículo já chegou e agora estamos tratando das questões burocráticas para que o serviço comece a ser implantado. Toda a equipe e material também já estão sendo organizados para que o Castramóvel possa começar a rodar por toda a cidade. Além desta unidade, a administração municipal adquiriu mais uma, que deve chegar na próxima semana. Aproveito para agradecer a Deputada Federal Soraya Santos, por ter destinado parte de recursos para esse projeto, pela parceria e por olhar com carinho para a causa animal e para Resende”, disse o chefe do Executivo, salientando que com os Castramóveis, o atendimento de cães e gatos, que desde 2017, bate recordes de cirurgias e atendimentos, será ampliado. “Agora os atendimentos poderão chegar nos lugares mais distantes da cidade, principalmente na zona rural. Claro que ainda tem muito a fazer, e ainda não conseguimos atender a todos, mas com investimentos como esses, o cuidado com cães e gatos vai ficando cada vez melhor, mais eficiente e de maior alcance”, disse Diogo.

Segundo o veterinário Felipe Quinane, do CCZ, o Castramóvel destinado às cirurgias pode fazer até dez procedimentos por dia enquanto o outro fará uma média de 20 consultas por dia. Ele afirmou ainda que os locais escolhidos para abrigar as unidades serão escolhidos e divulgados previamente. Com isso, a população poderá fazer um cadastro para buscar o atendimento.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !