Pedro Fernandes anuncia medidas imediatas de seu governo já no primeiro dia de campanha

0

RIO

Eliminar os cabides de empregos, acabar com os postos de vistoria do Detran para investir em escolas de tempo integral e aplicar em inteligência e tecnologia para as polícias foram algumas das medidas anunciadas pelo deputado Pedro Fernandes, candidato do PDT ao Governo do Estado. O lançamento da candidatura aconteceu nesta quinta-feira , em Irajá, junto com as de Ciro Gomes à presidência e José Bonifácio ao Senado.

“O problema do Rio não é dinheiro, é falta de gestão. Só para manter os cabides de empregos o governo gasta mais de R$ 1 bilhão por ano. Com a redução que estou propondo economizar mais de R$ 550 milhões para combater a criminalidade e melhorar a Educação. E uma dessas ações é investir  em tecnologia para a Segurança Pública”, destacou o candidato. Ele anunciou ainda que vai tirar policiais de funções administrativas e operacionais, como PMs motoristas, cozinheiros e segurança de autoridades. Estes policiais voltarão para as ruas. Pedro se comprometeu também a reaparelhar as delegacias.

Outra proposta anunciada por Pedro Fernandes, será investimento na expansão da rede de escolas em tempo integral, por meio da economia gerada com fim dos postos de vistoria do Detran, na ordem de R$ 200 milhões por ano.  “Assim evitamos que os nossos jovens sejam cooptados pelo tráfico”, disse ele.

Pedro Fernandes prometeu trabalhar para trazer o equilíbrio fiscal para o Rio de Janeiro. Rever incentivos fiscais, aumentar a arrecadação e redefinir prioridades para a aplicação do dinheiro, organizar as receitas para investimentos em infraestrutura, saneamento básico, geração de emprego, e rever, também, o acordo de recuperação fiscal que o Rio assinou com a União. O candidato frisou que, neste sentido, vai trabalhar de forma integrada com o Governo Federal, alinhado com as propostas de Ciro Gomes.

“Hoje, o Brasil tem mais de 13 milhões de desempregados. Só nos últimos três anos foram mais de 13 mil indústrias fechadas e 200 mil lojas. A consequência desses números é óbvia e, no Estado do Rio, não foi diferente, vide a situação que estamos vivendo. Esse país não pode continuar como está”, acrescentou Ciro Gomes ao final do evento, que reuniu mais de 1,5 mil pessoas.

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !