Parque Infantil da Cidade Alegria, em Resende, poderá ser revitalizado

0

RESENDE

O antigo parque infantil situado na Quadra da Caixa D`Água, no bairro Cidade Alegria, considerado o maior Conjunto Habitacional do município,  precisa passar por obras de reforma e revitalização. As obras de reforma foram pedidas pelo vereador Pedro Paulo Florenzano (PP). A proposta contou especialmente com o apoio do presidente da Casa, Edson Vieira Miranda, o Peroba e do vereador Tiago Vieira da Silva, o Tisga, ambos do PPS, que foram seus signatários.

Segundo Pedro Paulo, a proposta é de sensibilizar a Prefeitura para investir na instalação de um novo playground e de equipamentos de condicionamento físico para jovens e adultos, seguindo o padrão dos que já foram colocados em outras áreas de lazer do município. “Trata-se de uma reivindicação dos moradores, pois o antigo parquinho não pode mais ser utilizado; os poucos brinquedos que existiam ali foram muito deteriorados pela ação do tempo”, explica o vereador, acrescentando que o espaço em questão é bastante amplo e poderia facilmente ser aproveitado para abrigar novos brinquedos e também equipamentos de condicionamento físico. Pedro Paulo lembra que, além de ser a região mais populosa da cidade, a Grande Alegria fica distante do Centro e das principais áreas de lazer de Resende. “A carência por locais desse tipo é muito grande naquela parte da cidade. A revitalização do parque e a instalação dos aparelhos de ginástica ajudaria a preencher essa lacuna”, avalia.

FAIXAS DE PEDESTRES

Em outra indicação, o vereador Pedro Paulo solicitou a prefeitura que faça a revitalização das faixas de pedestre próximas ao semáforo da Avenida das Mangueiras, esquina com Avenida Perimetral, perto de um supermercado, também no bairro Cidade Alegria. Ele explica que as faixas estão apagadas causando pouco visibilidade, sendo que no local o trânsito é intenso com grande fluxo de pedestres, transformando o local em ponto de acentuado risco de atropelamento. “A propositura merece atenção especial por parte do Poder Executivo, tendo em vista que existe risco de ferimentos, invalidez ou morte devido ao perigo de transitar no local, principalmente nas idas e vindas ao supermercado. Tem horários críticos nessas travessias”, disse o parlamentar.