Paes se compromete a implantar cartão família, reabrir restaurantes populares e trabalhar pela geração de empregos

0

RIO
Em visita ao arcebispo do Rio de Janeiro, cardeal Dom Orani Tempesta, na manhã desta sexta-feira, o candidato ao governo do estado, Eduardo Paes, se comprometeu a, se eleito, implantar o Cartão Família Fluminense, um programa de transferência de renda para famílias abaixo da linha de pobreza semelhante ao Cartão Família Carioca, criado durante sua gestão na Prefeitura do Rio. Em tempos de grande crise financeira, que atinge fortemente a população, Paes garantiu ainda que reabrirá os restaurantes populares para atender as necessidades mais emergenciais de alimentação dos mais carentes. Na reunião com Dom Orani, que teve a presença do presidente do Democratas, deputado Rodrigo Maia, Paes explicitou ainda as ações que irá adotar para a retomada da economia do estado e da geração de emprego e renda para os fluminenses.
“Dom Orani é um líder da igreja católica, uma figura por quem tenho enorme carinho e respeito. Vim aqui reforçar os meus compromissos com a população mais humilde desse estado. Dom Orani tem falado muito da geração de emprego. Foi um apelo que ele me fez, que a gente olhasse com muita atenção essa questão do desenvolvimento econômico. Eu falei um pouco do meu programa para atrair empregos para o Rio”, contou, completando que se comprometeu em reabrir os restaurantes populares que foram fechados por todo estado.
O candidato do Democratas explicou algumas das ações que pretende empreender para retomar a economia do estado e a geração de empregos. Segundo Paes, será fundamental iniciar imediatamente a negociação com o governo federal e a Petrobras, cobrando a retomada plena das obras do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), em Itaboraí. Essa é uma das diretrizes do Plano de Governo de Paes, que quer garantir a execução  do  plano  de  investimentos  da  empresa  previsto  para  o  Estado  do  Rio (de US$  30  bilhões  entre  2018  e  2023). Além da retomada do Comperj, outra medida fundamental será o estabelecimento  da  infraestrutura  para  o  desenvolvimento  do  pré-sal em Itaguaí, o  reaquecimento  da  indústria  naval  e  do  mercado  de  serviços  para  indústria  de  petróleo  e  gás.
“A gente tem uma coisa pronta no Rio que é o papel da Petrobras. Voltar as obras do Comperj, toda a infraestrutura do pré-Sal que pode ser construída em Itaguaí. O Comperj é em Itaboraí mas impacta muito em São Gonçalo também. Trazer indústrias para a Baixada Fluminense. São medidas fundamentais para que a gente possa voltar a atrair emprego para o estado do Rio de Janeiro”, afirmou.
Paes explicou também como funcionaria o Cartão Família Fluminense, planejado a exemplo do Cartão Família Carioca. Segundo o candidato, na experiência feita na Prefeitura, o programa de transferência de renda atendia a famílias com nível de renda abaixo da linha de pobreza. “Nós vamos fazer o Cartão Família Fluminense, que vai buscar olhar para estas famílias que vivam numa situação de maior dificuldade, para que elas possam ter o mínimo de suas necessidades satisfeitas”, finalizou Paes.
Nesta reta final da campanha, Paes também  se encontrou com moradores e lideranças políticas da Zona Oeste. O evento teve a presença de centenas de pessoas em um sítio em Santa Cruz.

 

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !