Membros da equipe ambiental do MEP visitam cooperativas de resíduos de Volta Redonda e ouvem necessidades dos cooperados

0

 

VOLTA REDONDA

A equipe ambiental do Movimento Pela Ética na Política (MEP) fez, nesta terça-feira, dia 22, uma visita às cooperativas Folha Verde e Cidade do Aço, ambas instaladas na Avenida Nossa Senhora do Amparo, no bairro Voldac. A idéia da vista foi do jovem voluntário Fernando Bonfatti, durante a última plenária socioambiental do ano.

A atividade, conduzida pela coordenadora do Coletivo Silvia Real, ocorreu ontem, e contou com participação de quatro membros, atendendo às normas para evitar aglomeração por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

O grupo foi recebido pela presidente e diretor da Cooperativa Folha Verde, Gildete Silva e Euvado Santana, respectivamente. Eles informaram que estão trabalhando em sistema de plantões devido à pandemia e também pela falta de insumos. “Não tem coleta seletiva na cidade, temos trabalhado com a matéria que a população traz até aqui”, explicou uma das diretoras.  O Coletivo ligado ao MEP ouviu as necessidades dos trabalhadores que se movimentam no local, quando na ativa. “Nosso maior problema aqui é a falta de um banheiro e também resolver o problema de esgoto e água da chuva que inunda tudo”, relatou Gildete Silva, que fez questão de lembrar que a presença do grupo somava aos esforços de parceiros já presentes na cooperativa, como o Fórum da Justiça, Defensoria Pública do Estado (DPE), Defensoria Pública da União (DPU), Ministério Público do Trabalho (MPT), projetos da Universidade Federal Fluminense (UFF) e a equipe de Economia Solidária. “Eles têm nos mantidos de pé”, completou a presidente.

ENCAMINHAMENTOS

O idealizador da visita declarou que ficou bastante impressionado e desafiado diante da realidade dos catadores. “Penso que poderíamos somar junto aos parceiros das cooperativas e tentar agilizar a questão dos banheiros. Vi que já tem até um projeto. Podemos somar e solicitar ao Saae-VR e a outros departamentos de infraestrutura da Prefeitura de Volta Redonda o saneamento necessário e sair para uma ação prática para que tenham banheiros”, defendeu Fernando. A ideia emergencial teve apoio dos diretores e dos participantes.

A coordenação da equipe ambiental será informada da proposta e ver como agilizar. “É importante que a coordenação agilize algo. Vamos relatar para eles”, concluiu Rodrigo Beltrão, acadêmico da UFF, fato que foi apoiado por todos da equipe.

 

 

error: Conteúdo protegido !