Portadora de várias doenças autoimunes e crônicas consegue tratamento de graça depois de doze anos de luta

0

VOLTA REDONDA

Há 15 anos sofrendo com dores 24 horas por dia, por causa das várias doenças autoimunes e crônicas das quais é portadora, a administradora Camila da Divindade Silva, de 40 anos, já pode comemorar. É que após uma luta de doze anos, ela conseguiu através da Defensoria Pública de Volta Redonda um tratamento de graça, que custa R$ 55 mil cada infusão de quimioterapia.

Camila disse que está comemorando muito, pois segundo ela, o dia de ontem foi sem dor. “Imagine uma pessoa sofrendo com dores 24 horas, durante 15 anos desde a descoberta das doenças e, de uma hora para outra não sente mais. É uma alegria sem tamanho. Só tenho a agradecer a Deus e ao Defensor Público Defensor Alexandre Angeli por essa vitória”, comemorou Camila, lembrando que esse tipo de tratamento nunca foi feito na região para doenças autoimunes, somente para câncer. “É mais uma vitória e prova de que ninguém deve desistir de nenhuma luta, pois é possível ter vitória, sim. Deus faz milagres. Agora é só felicidade e esperar as doenças entrarem em remissão”, completou.

Camila explicou que se trata de uma espera de 12 anos com muitas dores, mas com fé. Lembrou que essa medicação vem de fora do país. “Fiquei seis horas  na bomba de infusão. Agora estou sem dores nenhuma. Sem nada. O melhor de tudo é que não tive reações contrárias que a vacina faz. Deu tudo certo, graças a Deus”, declarou a administradora que sofre de lúpus eritematoso sistêmico, frbromialgia, artrite reumatóide, sjogren, vitiligo, trombose e Saf que é uma doença rara.

TRATAMENTO COM VÁRIAS MEDICAÇÕES

Ela, há 15 anos faz tratamento com várias medicações e imunossupressores diferentes. Disse que no momento atual, nenhuma medição estava fazendo mais efeito para o seu tratamento dessas doenças. “Isso quer dizer que as doenças estavam em um nível muito avançando e as medicações possíveis que existiam, não tinham mais eficácia. A equipe de médicos que cuida de mim, do Hospital Federal da Lagoa no Rio, conduzida pela reumatologista Amanda Miranda, me apresentou esse último recurso que existia para pacientes como eu”, informou.

O tratamento é chamado de imunológico e só pode fazer quem tem lúpus, artrite reumatóide, câncer de linfócitos e transplantados. “Qualquer pessoa que tenha essas doenças pode adquirir essa medicação. Só que cada infusão custa R$ 55 mil. Tomei várias dosagens no período de 6 horas de infusão. Cada paciente é ajustada a dose conforme o nível da gravidade”, relatou Camila, lembrando que vai passar por novos exames em janeiro próximo para saber se vai precisar tomar mais doses ou se essa já fez efeito. Disse ainda que pode ser de três em três meses ou de seis em seis meses.

 

 

error: Conteúdo protegido !