Fundo de População da ONU reafirma compromisso com direitos dos jovens no mundo

0

NOVA IORQUE

Em declaração para o Dia Internacional da Juventude, lembrado em 12 de agosto, a diretora-executiva do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), Natalia Kanem, reafirmou o compromisso do organismo da ONU na defesa dos direitos dos jovens do mundo todo.

“Das suas comunidades até as suas cidades, jovens de todos os lugares reivindicam seus direitos, tal como foi afirmado há 25 anos na Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (CIPD), no Cairo. Nas décadas seguintes, nós do UNFPA acompanhamos inúmeros jovens na jornada da adolescência até a vida adulta”, declarou.

Para reafirmar o compromisso do UNFPA de ajudar pessoas jovens a realizarem todo o seu potencial na vida, a agência das Nações Unidas lançou uma estratégia para a juventude, denominada “Meu Corpo, Minha Vida, Meu Mundo!”. A iniciativa coloca as necessidades dos jovens, suas aspirações e ideais, no centro do trabalho da agência para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e a agenda da CIPD até 2030.

A estratégia “Meu Corpo, Minha Vida, Meu Mundo!” se baseia no que o UNFPA aprendeu sobre os jovens em décadas de atividades conjuntas. A iniciativa foi criada junto a milhares de jovens ativistas e defensores em todo o mundo, e está alinhada com a estratégia “Juventude 2030” – o esforço mais amplo das Nações Unidas para proteger a saúde e os direitos das pessoas jovens e capacitá-las a moldar seu próprio futuro e participar do desenvolvimento de seus países.

“Equipadas com a informação e a preparação correta, jovens têm o potencial de liderar mudanças positivas no mundo. Esse potencial só pode ser realizado se tiverem saúde, educação e controle sobre seus corpos e vidas”, disse a diretora-executiva do UNFPA.

“Nós do UNFPA estamos trabalhando junto com governos, sociedade civil, parceiros e, acima de tudo, com as próprias pessoas jovens para garantir que tenham o conhecimento e o poder para fazer escolhas informadas e participar como cidadãs ativas.”

Em 1994, na CIPD, governos concordaram em atender as necessidades especiais de adolescentes e jovens, especialmente mulheres, para o acesso a educação, saúde, aconselhamento e serviços de saúde reprodutiva de alta qualidade. Essa promessa foi mantida para alguns, mas não para todos, disse Natalia.

Em novembro deste ano, o UNFPA, a Dinamarca e o Quênia realizarão a Cúpula de Nairóbi sobre a CIPD25, onde chefes de Estado e funcionários de governo terão a oportunidade de reafirmar a visão da conferência sobre um mundo onde todos e todas – incluindo jovens – tenham acesso à informação e serviços de saúde sexual e reprodutiva.

Jovens estarão à frente e no foco da cúpula, compartilhando suas esperanças e perspectivas e contribuindo com ideias, liderança, energia e criatividade, sob a bandeira da estratégia ‘Meu Corpo, Minha Vida, Meu Mundo!’.

“Neste Dia Internacional da Juventude, peço aos governos de todo o mundo para que cumpram as promessas que fizeram às mulheres e aos jovens há 25 anos. Junte-se a nós na marcha para Nairóbi. Juntos, podemos finalmente tornar direitos e escolhas uma realidade para todos e todas as jovens”.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !