Criador da ‘Geladeira Solidária’ em Volta Redonda precisa de ajuda

0

VOLTA REDONDA

Responsável pela criação da ‘Geladeira Solidária’, em Volta Redonda, no ano passado, Samuel Melgaço de Marcelos, de 55 anos, está pedindo ajuda para manter a ação de solidariedade. Segundo ele, os produtos que mais precisa para ‘matar’ a fome de quem não tem, é arroz, feijão, sal, óleo, tempero de carne ou de galinha, suco em pó, margarina e biscoitos.

Samuel informou que, geralmente usa farinha de mandioca, fubá, molho de tomate, carne e legumes para preparar os marmitex que serve aos que precisam. “Eu compro e ganho bastante coisa, mas agora com o coronavírus a nossa geladeira está quase vazia. São muitas pessoas que passam por aqui e, com fome abre a geladeira que sempre tem o que comer”, contou.

Samuel disse ainda que não pede muita coisa, como a carne que é mais cara e tem que consumir logo senão estraga. No caso dos legumes, segundo ele,  o problema é espaço para guardar. “Eu tenho outra geladeira no terraço para conservar o que compro e ganho, mas ainda é insuficiente”, disse Samuel, lembrando que a embalagem para a comida ele compra também. “Ganho marmitex pronto para servir, mas a cada dia aumenta o número de pessoas que procuram por alimentação”, informou, lembrando que, quem puder ajudar a Geladeira Solidária doando o arroz já está muito bom. Disse que a iniciativa visa servir alimentos à população carente e que a geladeira fica na calçada da casa dele, na Rua Paulo Leopoldo Marçal, esquina com a Oscar Almeida Gama, o bairro Aterrado. Além de almoço ele serve café da manhã e tarde com pão e suco.

Samuel relata que a geladeira, que é usada, foi comprada com uma única finalidade: ficar disponível para todas as pessoas que sentirem fome ou sede e que queiram usufruir de itens doados que estejam no interior da geladeira. O número para quem quiser ligar e ajudar é o (24) 99942-2520.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !