Conselho Municipal de Cultura de Pinheiral é empossado em conferência

0

A Secretaria Municipal de Esporte, Cultura, Lazer e Turismo realizou no último sábado, dia 31, a IV Conferência Municipal de Cultura, que teve como tema “A Cultura como vetor de desenvolvimento social e econômico em Pinheiral no Estado do Rio de Janeiro e no Brasil”. O objetivo foi fomentar a discussão do Poder Público com a sociedade sobre os caminhos da cultura do município.

O prefeito Ednardo Barbosa participou da conferência junto com o secretário de Esporte, Cultura, Lazer e Turismo, Júlio Barbosa, a conselheira Estadual de Cultura representante do Médio Paraíba, Marinez Fernandes, o presidente do Fórum de Secretários e Gestores de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, Marcelo Bravo, a presidente do Fórum de Cultura do Médio Paraíba e Presidente da Fundação Casa de Cultura Macedo Miranda de Resende, Denise Assis.

Durante o evento, o prefeito destacou a importância da eleição do conselho para auxiliar na direção das políticas públicas na área da cultura. “Essa conferência é mais um exemplo que representa o nosso compromisso com a cultura de Pinheiral. Tenho tido a oportunidade de participar do projeto Líder, junto ao Sebrae, onde também estamos identificando o que cada município pode produzir e criar uma rede para trabalhar em conjunto. Inclusive, nesse evento tivemos lá a apresentação do músico de Pinheiral, Silvio Nogueira, que está presente nesta conferência, e mostra que temos representatividade”, destacou Ednardo.

O secretário de Esporte, Cultura, Lazer e Turismo, Júlio Barbosa, falou sobre a importância da posse do conselho municipal de cultura para que Pinheiral possa obter recursos para realizar eventos culturais. “Hoje estamos realizando um sonho, porque quando conversamos com outros municípios sempre escutamos cobranças perguntando sobre o nosso sistema municipal de cultura. Sabemos que nossa realidade é diferente de outros municípios, que não se preocupam com esse sistema de cultura. Em Pinheiral, esse sistema é respaldado por lei desde 2015, mas ainda não estava em prática, existia um conselho votado, mas que não foi empossado. Infelizmente, o conselho não empossado inviabiliza o Fundo Municipal de Cultura, que é uma ferramenta importante para buscarmos recursos para realizar eventos culturais. Quem sabe, se tivéssemos um Fundo Ativo, de repente à cidade poderia ter realizado o carnaval deste ano”, disse Júlio acrescentando que com a conferência será possível retomar as ações culturais. “Este ano com a realização da Conferência queremos colocar a casa em ordem. É uma herança que queremos deixar para a cidade, pois os gestores políticos estão de passagem e a cultura do município vai ficar pra sempre”, ressaltou o secretário.

O CONSELHO

A eleição do conselho é mais uma etapa para cumprir o Plano Municipal de Cultura e enquadrar o município nos planos estadual e nacional da cultura. Para isso, o Conselho Municipal de Cultura foi eleito de forma democrática pelos participantes da conferência e ficou definido da seguinte maneira: na cadeira de conselheiro de música e dança Silvio Nogueira (Titular) e Dirael Luiz Pereira (Suplente); artesanato Maria Fátima Abreu (Titular) e Regina Carosi (Suplente); artes visuais Vilma Sarmento (Titular) e Clóvis Bezerra (Suplente); patrimônio cultural Maria Amélia (Titular) e Maria das Graças da Silveira (Suplente); livro e leitura Marta Pires (Titular); teatro Fabiana Rosa da Silva (Titular).

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !