CDL de Resende e Polícia Militar assinam convênio para implantação de projeto de segurança

0

RESENDE

O Projeto ‘CDL Monitora’ será implantado em Resende. Foi assinado nesta quinta-feira, 23, o acordo de cooperação técnica entre a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Itatiaia/Resende e a Secretaria de Estado de Polícia Militar. Com esse acordo a PM pode acessar as imagens do sistema de câmeras de vigilância instaladas pela CDL nas fachadas das lojas do município. A assinatura da parceria foi intermediada pelo deputado estadual Noel de Carvalho (SDD), que apresentou o projeto ao secretário de Polícia Militar coronel Luiz Henrique Marinho Pires.

“Esta parceria é muito importante para toda a população de Resende. Tenho certeza que o projeto será um sucesso e será espalhado por todo o Estado do Rio e o Brasil”, afirmou o deputado. Inicialmente, serão instaladas 50 câmeras de alta resolução para monitorar as áreas externas das lojas; 20 já estão funcionando. Segundo o presidente da CDL, Victor Gonçalves, o sistema está sendo custeado pela instituição, ou seja, sem custos para o estado, e funcionará pela internet, através de WI-FI.

O coronel Luiz Henrique afirmou que o sistema será bom para a polícia, mas toda a população será beneficiada. Com o acesso às imagens em tempo real será permitida mais eficiência no trabalho da polícia. “Toda a comunidade vai ganhar”, completou o coronel. O comandante do 37º BPM (Resende), tenente-coronel Willian Caldeira de Freitas, também reafirmou a importância do projeto. “Vamos poder executar nossa atividade de forma bem melhor”, afirmou.

O projeto mal começou e está sendo estudada ampliação para outras cidades. A informação foi dada pelo por André Amendola, do Sindicato do Comércio Varejista de Resende e Itatiaia (Sicomércio Resende e Itatiaia), disse que já está sendo estudada a ampliação do projeto para outras cidades do Estado do Rio. “Itatiaia poderá ser a próxima”, afirmou.

A previsão da CDL é de que no máximo em um mês a PM já deverá estar acessando as imagens das câmeras. Antes os policiais passarão por treinamento sobre a operação do sistema.

 

30 linhas