Aglomeração nos transportes públicos é uma rotina diária apontada por passageiros

0

BARRA MANSA/VOLTA REDONDA

Apesar das diversas denúncias, reclamações e divulgações de imagens nas redes sociais, as aglomerações nos ônibus seguem constantes em Barra Mansa e Volta Redonda. Dessa vez, a reclamação é da linha intermunicipal que liga as duas cidades, operada pela Viação Sul Fluminense, que segundo os relatos, teria diminuído a frota, complicando ainda mais a vida dos passageiros. Além de terem que esperar mais no ponto de ônibus, por necessidade de ir e retornar do trabalho, muitos se sujeitam ao risco de contrair o vírus da Covid-19 com as aglomerações.

O Detro esclareceu ao A VOZ DA CIDADE que, segundo o Decreto Estadual 47.228, os ônibus intermunicipais urbanos (duas portas e roleta) deverão ter ocupação limitada a 60% da capacidade total, o que equivale a todos os assentos ocupados somados aos passageiros em pé, limitados a duas pessoas por metro quadrado e sendo obrigatório o uso de máscara. Contudo, segundo Adrielle Moreira, que mora em Barra Mansa e trabalha em Volta Redonda, a realidade é de 100% de lotação, com passageiros até na porta.

De acordo com a reclamante, na última semana um passageiro solicitou ao motorista que não deixasse mais ninguém subir, pois o veículo já estava cheio e o mesmo teria respondido que os passageiros poderiam se apertar e dar um jeito. “O motorista ainda foi irônico falando que quem não quisesse ficar, que descesse do veículo e que se não dessem espaço, ele não iria andar com o ônibus”, relatou.

Outra passageira que relatou problemas na linha foi Kássia Angélica, que também mora em Barra Mansa e precisa se deslocar diariamente para Volta Redonda para trabalhar. De acordo com ela, há dias que a Viação Sul Fluminense diminui a frota sem aviso prévio. “Um dia fiquei esperando o ônibus de 8h30min durante muito tempo e ele não veio. A rodoviária de Barra Mansa ficou lotada de gente esperando. Para evitar entrar no veículo tão cheio, preferi pagar um aplicativo de transporte”, disse.

Em relação às denúncias, o Detro afirmou que a fiscalização na linha será reforçada. Os cidadãos podem encaminhar denúncias sobre transporte intermunicipal pelo e-mail [email protected], pelo telefone (21) 3883-4141 ou pelo WhatsApp (21) 98596-8545.

O A VOZ DA CIDADE tentou contato com a Viação Sul Fluminense, mas a mesma não atendeu as solicitações.

ÔNIBUS MUNICIPAIS

Há reclamações de moradores de Barra Mansa e Volta Redonda sobre o excesso de pessoas em ônibus que circulam dentro das cidade em horários de picos. Volta Redonda tem em decreto a proibição de passageiros em pé nos transportes públicos como medida de prevenção contra o coronavírus e a prefeitura informa que fiscalizações são realizadas.

Por outro lado, Barra Mansa já não possui um decreto determinando a obrigatoriedade de passageiros sentados há meses. O jornal questionou a prefeitura para saber o motivo da medida não fazer parte de decretos, mas não houve resposta. A prefeitura ressaltou, porém, que mantém um canal com a população para que enviem denúncias sobre o transporte coletivo, através da Coordenadoria de Trânsito e Transporte (Coortran), pelo número (24) 3322-7817. “Se a solicitação envolver transportes com itinerários para outros municípios, a Secretaria de Ordem Pública encaminha as demandas para o Detro-RJ”, destacou a nota.

error: Conteúdo protegido !