Volta Redonda recebe parte de tubulação para obra na rede de água da Beira-Rio

0

VOLTA REDONDA
O município de Volta Redonda recebeu nesta semana, metade das novas tubulações que serão utilizadas na troca dos mais de cinco quilômetros de rede de água da Avenida Almirante Adalberto de Barros Nunes, a Beira-Rio. Com objetivo de resolver um problema histórico no abastecimento da cidade, a obra terá investimentos de cerca de R$ 13 milhões e previsão para começar em novembro, segundo o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Volta Redonda (Saae-VR).
O presidente do Saae-VR, Paulo Cesar de Souza, o PC, afirmou que o acesso à água potável é fundamental para as pessoas. “Estamos trabalhando para melhorar esse acesso para aproximadamente 130 mil habitantes nos bairros atendidos pela rede da Beira-Rio. A chegada do material já mostra o avanço nesta melhoria que vai ser um marco para Volta Redonda”, declarou PC.
REDE ADUTORA E ÁGUA POTÁVEL
Serão construídos 4.614 metros de rede adutora de água potável ao longo da avenida, no trecho compreendido entre a Estação de Tratamento de Água (ETA) Belmonte e o bairro Niterói, com diâmetro de 600 mm em ferro fundido. Também serão feitos 660 metros de rede a partir do bairro Niterói até a esquina da Avenida Sávio Gama com Rua Otávio, no bairro Voldac, com diâmetro de 500 mm também em ferro fundido, totalizando 5.274 metros.
A empresa que será responsável pela obra já foi licitada, apresentando um custo de aproximadamente R$ 2,8 milhões, que se somam ao valor estimado dos materiais que serão utilizados na obra: R$ 10 milhões – totalizando os quase R$ 13 milhões em investimentos.
Com previsão de ser realizada no período de um ano a partir do início dos trabalhos, a troca da rede de abastecimento da Beira-Rio vai beneficiar os moradores dos bairros Três Poços, Água Limpa, Aero Clube, Dom Bosco, Santo Agostinho, Nova Primavera, São Luiz, São Sebastião, Candelária, São João Batista, Santa Cruz, Santa Rita do Zarur, Vila Brasília, Mariana Tores, Coqueiros, Belo Horizonte, Verde Vale, além de parte dos municípios limítrofes. “Volta Redonda está virando um canteiro de obras. A troca da rede de água na Beira-Rio é um desejo antigo para resolvermos esse problema histórico. Estamos recuperando nossa cidade, buscando parcerias, e investindo para dar mais qualidade de vida à nossa população”, concluiu o prefeito Antonio Francisco Neto.

error: Conteúdo protegido !