Volta Redonda prorroga vacinação contra gripe para três públicos-alvos

0

VOLTA REDONDA

A Prefeitura de Volta Redonda vai prorrogar e intensificar a vacinação contra a gripe Influenza/H1N1 até o dia 5 de junho para três públicos-alvo: gestantes; puérperas, que são mulheres até 45 dias após o parto; e crianças entre seis meses e menores de seis anos de idade.

As doses estão disponíveis nas unidades da Atenção Básica de Saúde, das 8 às 17 horas, exceto nas que são polo de atendimento à Covid-19, que ficam nos bairros, 249, São João, Vila Mury e Volta Grande. A referência para os moradores do bairro 249 será a unidade do Conforto, os da Vila Mury serão vacinados do Retiro, do São João no bairro Belvedere e do Volta Grande no Centro Odontológico Concentrado (COC) do Santo Agostinho.

Desde o início da campanha, em 23 de março, a Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou as doses nas unidades básicas de saúde, em sistema de drive thru, fez a aplicação domiciliar e nos postos de trabalho, dependendo do público-alvo.

O prefeito Samuca Silva afirmou que a vacinação contra a gripe é mais uma medida de prevenção e muito importante, principalmente, em tempos de pandemia pela Covid-19. “A imunização contra Influenza/H1N1 contribui para diminuir o surgimento síndromes respiratórias graves que necessitam de assistência médica e hospitalar. Temos que evitar a superlotação das unidades de saúde nesse momento”, disse Samuca, lembrando que o município imunizou contra a gripe 100% dos idosos e 94% dos profissionais de saúde.

“A vacina contra a gripe não imuniza contra o novo coronavírus. Por isso, quem puder, fique em casa e, se for sair, use a máscara. Para todos, vale a higienização correta das mãos. Sabão e álcool em gel são amigos neste momento”, completou Samuca.

A última semana foi dedicada ao atendimento exclusivo às crianças. Nesta quinta-feira, dia 28, encerrou o cronograma que começou no último dia 20 de maio para vacinar crianças de seis meses a menores de seis anos de idade em dias alternados de acordo com a faixa etária. A medida evitou aglomeração de pessoas nas unidades de saúde.

 

A enfermeira Eluananda Rodrigues, que gerencia a UBS (Unidade Básica de Saúde) Monte Castelo, no bairro Sessenta, aprovou a divisão das crianças por faixa etária. “Tivemos muita procura pela vacina contra gripe nestes dias de campanha, mas não houve aglomeração de pessoas na unidade”, afirmou.

 

Roberta Cintra Vidal compareceu a unidade Monte Castelo com as filhas Alícia, de 3 anos, Sophia, de 1 ano. “Optei por vir hoje para poder trazer as duas crianças de uma só vez”, explicou. Já Maria José Carvalho de Castro Telles levou o neto Matheus, de quatro anos. “Por conta dos compromissos profissionais da mãe dele, vim trazê-lo para vacinar. A prevenção à saúde é muito importante e deve começar na infância”.

error: Conteúdo protegido !