Vereador vai homenagear os 55 anos da Associação Beneficente Evangélica de Volta Redonda

0

O vereador Isaac Bernardo (PEN) propôs uma Sessão Solene em comemoração ao 55º aniversário de fundação da Associação Beneficente Evangélica de Volta Redonda. O parlamentar, que foi presidente da instituição por quase 20 anos, só deixou a presidência após ser eleito vereador em 2016. E por se tratar de uma importante associação para a cidade, Isaac decidiu propor essa homenagem, que irá acontecer nesta quinta-feira, 16, às 19h30min, no plenário da Câmara de Vereadores.

A Associação Beneficente Evangélica de Volta Redonda, mantenedora do Lar Maria Izabel Galvão, foi fundada em 12 de agosto de 1963, por um grupo de pessoas ligadas a igrejas evangélicas de Volta Redonda, que sentiam em seus corações o desejo de fazer algo por crianças em vulnerabilidade social. O vereador faz questão de frisar que a Associação não pertence a nenhuma igreja específica, porém, os membros componentes da diretoria, são cristãos protestantes. O Lar Maria Izabel Galvão, que começou atendendo como orfanato e desde o ano de 1984, passou a funcionar em regime de creche, é uma das instituições ajudadas pela ABEVR, que acolhe em seus projetos 140 crianças e adolescentes, filhos de famílias de toda Região Sul Fluminense.

No Lar Maria Izabel Galvão são atendidas gratuitamente, 80 crianças em horário integral de segunda à sexta-feira das 7 horas às 17 horas, e contraturno, 60 crianças e adolescentes em suas oficinas. Na Unidade Escolar as crianças fazem suas refeições diárias, participam de atividades recreativas dirigidas, atividades pedagógicas e livres, oficinas e acompanhamento psicológico e psicopedagógico.

O objetivo principal da instituição, é proporcionar às famílias assistidas, condições de poderem trabalhar, sabendo que seus filhos serão acompanhados de forma séria e responsável, por profissionais qualificados e em um ambiente seguro e educativo.

Vale lembrar que, entre as ações realizadas pela ABEVR, destaca-se a assistência às famílias em maior vulnerabilidade social com distribuição de cestas básicas, roupas, medicamentos e atendimento psicológico.

Realiza-se bazar beneficente em que a renda angariada é usada para um melhor atendimento de todos os assistidos.

Há cursos gratuitos oferecidos às mães e a toda comunidade, com intuito de melhorar a renda familiar, como: artesanato e manicure e para as crianças e jovens, a prática do TaeKwondo. Segundo o vereador Isaac, a ABEVR procura fazer o que ensina as Sagradas Escrituras, quando diz: “Ensina a criança no caminho em que deve andar; e, ainda quando for velho, não se desviará dele”. Pv. 22.6.

 

error: Conteúdo protegido !