Vereador de Volta Redonda solicita ampliação do horário de vacina contra Covid-19 e inclusão de adolescentes com comorbidades

0

VOLTA REDONDA

O vereador de Volta Redonda, Renan Cury, esteve na segunda-feira, dia 2, na Secretaria Municipal de Saúde (SMS) onde se reuniu com a secretária Municipal de Saúde, Conceição de Souza, e entregou a ela dois ofícios solicitando uma vacinação contra Covid-19 mais justa e eficaz.

No primeiro ofício, o vereador de Volta Redonda solicitou que assim que novas remessas de vacinas cheguem, a saúde da cidade passe a operar em alguns postos até 19 horas ou 20 horas. Em sua justificativa, Renan destaca que muitas pessoas trabalham e não conseguem sair do serviço no horário adotado na cidade. “É de extrema necessidade a ampliação do horário de vacinação. As pessoas querem se vacinar e muitas dão um jeito quando chega a vez. Infelizmente outras não conseguem se ausentar do trabalho no horário adotado pelo município”, disse. “Não podemos esquecer que os profissionais de saúde estão exaustos. Precisamos de mais profissionais na rede pra que a extensão de horário seja eficaz”, completou.

A outra solicitação do vereador Renan Cury, é que a Secretaria Municipal de Saúde inicie o cadastramento de adolescentes, de 12 a 17 anos, com deficiência permanente ou comorbidades, para serem vacinados no município de Volta Redonda.

IMUNIZANTE DA PFIZER EM ADOLESCENTES

O vereador lembrou ainda que desde o dia 11 de junho de 2021, a ANVISA passou a autorizar a aplicação do imunizante da Pfizer também em pessoas na faixa-etária entre 12 e 17 anos.

Segundo levantamento realizado pelo Instituto Abrace, com dados do Sivep-Gripe, 65% dos adolescentes que morreram por Covid no Brasil possuíam alguma comorbidade. Do mesmo modo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) reconhece que pessoas com deficiência e comorbidades apresentam maior vulnerabilidade de contrair o coronavírus. “É importante considerarmos que muitos adolescentes com comorbidades realizam tratamentos de saúde, sendo assim expostos a ambientes hospitalares, tendo como consequência maior vulnerabilidade a contaminação pela Covid-19. Precisamos enxergar isso. Não é justo, por exemplo, um adolescente com Síndrome de Down de 17 anos e obeso, não receber a vacina sendo que é muito mais vulnerável que pessoas de grupos já contemplados com a vacina”, disse Renan.

AVANÇO NO COMBATE À COVID-19

No final da visita, o vereador aproveitou pra elogiar o avanço no combate à Covid-19 na cidade. O drive-thru tem sido muito organizado e é um sucesso. “Só vamos voltar a vida quase normal com a vacina. O prefeito Neto e a secretária Conceição estão ansiosos em ver toda população vacinada, assim como eu. O drive-thru que acontece esporadicamente na Ilha São João é um sucesso elogiado por todos. Agradeço ao prefeito por ter nos escutado há alguns meses e implementado esse sistema que tem dado tão certo”, finalizou.