Tradicional Festival Vale do Café chega ao seu 17º ano com programação diversificada e fazendas cinematográficas

0

VALE DO CAFÉ

Começa hoje a 17ª edição do Festival Vale do Café com programação diversificada e fazendas cinematográficas. Nesta edição, serão homenageados Villa-Lobos e Tom Jobim. Doze fazendas históricas receberão os concertos e, claro, abrirão as portas de suas construções seculares.
O Festival Vale do Café obteve ao longo de sua história importantes reconhecimentos: vencedor do Prêmio de Cultura do Estado do Rio de Janeiro na categoria Empreendedorismo, faz parte do Calendário Oficial de Eventos do Estado devido a sua importância econômica e cultural.
O evento leva música de qualidade para as antigas fazendas de café, remanescentes significativos da história brasileira no século XIX. Além de contribuir para a divulgação deste patrimônio extraordinário, o Festival Vale do Café é importante para alavancar a economia regional. De acordo com estudo da FGV, cada R$1 investido no evento garante para a economia local mais de R$ 5. O impacto econômico é ainda flagrante na ocupação de 100% da rede hoteleira das cidades que acolhem o Festival Vale do Café.
O Festival Vale do Café oferece os concertos exclusivos, os sabores da gastronomia local e a oportunidade de visitar alguns dos mais importantes patrimônios históricos da região. Rio das Flores, Vassouras, Barra do Piraí, Conservatória, Valença e Paty do Alferes serão algumas das cidades a receber o Festival Vale do Café 2019.
Os concertos ocorrem nos dois últimos finais de semana do mês de julho (de 19 a 21 e de 26 a 28) e incluem atrações como Rosana Lanzelotte, Leo Gandelman, Turibio Santos, Victor Biglione, Wagner Tiso, Zé Paulo Becker e grupo Semente, entre tantos outros.
Cursos gratuitos
Para os apaixonados pela música, de todas as idades, o Festival Vale do Café inclui ainda em sua programação cursos gratuitos de voz e instrumentalização. Ao longo de sua história, os cursos já deram oportunidade a mais de quatro mil alunos. Serão seis cursos gratuitos, em Vassouras, de 22 a 26 de julho das 9 às 17 horas.
O objetivo é permitir o aperfeiçoamento musical dos alunos, reforçando sua paixão pela música. São milhares de histórias marcantes que estimularam a profissionalização de jovens aprendizes, valorizando a inserção social através da música.
A professora e soprano Carol McDavitdará curso de canto. Pedro Cantalice será professor de cavaquinho e bandolim. O acadêmico, membro da Academia Brasileira de Música, Celso Woltzenlogel ensinará flauta. Os alunos que desejarem aprofundar conhecimento em violino através do método Suzuki, terão a supervisão da professora Suray Soren. Os alunos de violão contarão com duas turmas ministradas por Ulisses Rocha, professor Doutor da Unicamp e pelo diretor artístico do Festival Vale do Café, Turibio Santos.
Para se inscrever é necessário preencher os documentos e enviar para o e-mail: [email protected] Hospedagem e Alimentação por conta do aluno.

PROGRAMAÇÃO GRATUITA NAS CIDADES

Vassouras
Hoje- 20 horas- Igreja Matriz de Vassouras. Maria Teresa Madeira e João Bani – João e Maria.
Paty do Alferes
Dia 20- 20 horas- C. C. Maestro José Figueira. Turibio Santos – Uma viagem à Espanha
Rio das Flores
Dia 26- 20 horas- C. C. Professor Antonio Pacheco Leão. Pedro Cantalice e grupo – Cavaquinho no samba e no choro

Cursos Gratuitos

Período: 22 a 26 de julho- Das 9 às 17 horas
Local: Vassouras – Colégio Estadual Ministro Raul Fernandes
Canto – Carol McDavit
Cavaquinho e bandolim – Pedro Cantalice
Flauta – Celso Woltzenlogel
Violão – Turíbio Santos
Violão – Ulisses Rocha
Violino método Suzuki – Suray Soren

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !