Roda de Conversa serve como base para livro sobre história de Pinheiral

0

PINHEIRAL

A Praça Luiz Gonzaga, no Centro recebeu no último sábado, a Roda de Conversa sobre histórias do município. A iniciativa reuniu cerca de 30 moradores antigos da cidade e teve como tema ‘Pinheiral, a história que o povo conta!’.

As histórias e os contos reproduzidos na roda de conversa servirão como base para uma nova edição do livro sobre a história da cidade que será produzido pela prefeitura.

O prefeito de Pinheiral, Ednardo Barbosa (PMDB), esteve presente no evento e destacou a importância de escrever a história da cidade. “Carrego os meus avós em meu coração, que me ensinaram muito sobre cidadania e família, as histórias do meu avô Aurelino e da minha avó, Geralda Muzza, Marcolino, Aparecida e também minha bisavó, Nair, que convivi muito tempo e ajudava a tomar conta de mim. É muito importante esse momento, para gente escrever mais um pouco a história da nossa cidade, mostrando os avanços que nossa cidade teve. Para mim é um orgulho muito grande estar hoje na condição de gestor do nosso município. Estamos focados em fazer o que a cidade precisa neste momento tão difícil do país”, disse Ednardo.

A vice-prefeita, Sediene Maia, explicou que o evento visou a reedição do livro ‘Pinheiral, a história que o povo conta’, e destacou a importância destas obras para o município. “Esse livro foi criado na época em que eu ainda era secretária de Educação, pois sentíamos que havia carência de material para os professores trabalharem com as crianças. Antigamente, todos os professores eram naturais da cidade, então, eles conheciam a história de sua criação, de seu desenvolvimento e compartilhavam essas informações com os alunos, mas com os concursos públicos realizados, os professores de outras cidades que não conheciam a história do município começaram a entrar, e foi quando notamos a dificuldade de perpetuação das nossas memórias”.

De acordo com a Sediene, a cidade estava perdendo sua identidade. “Então, fomos atrás dos moradores e obtivemos textos escritos por eles, onde relatavam o que sabiam, além de realizar entrevistas nas ruas e a produção de um documentário. Juntamos tudo e criamos a coletânea ‘Pinheiral, a história que o povo conta’, disse Sediene.

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !