Resende é um dos 17 municípios do Estado a receber o selo Mais Mulher

0

RESENDE

O prefeito Diogo Balieiro Diniz (Democratas) está comemorando mais um conquista. O município foi contemplado com o Selo Mais Mulher. Criada pelo Governo do Estado, proposta visa reconhecer municípios que desenvolvem políticas de combate à violência contra a mulher. O selo foi lançado em abril do ano passado, pela Secretaria de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos, por meio da Subsecretaria de Políticas para Mulheres do Governo do Estado do Rio. Dos 92 municípios do Estado do Rio de Janeiro só 17 foram contemplados com o certificado, que reconhece a promoção de ações e políticas públicas efetivas na prevenção e enfrentamento à violência contra a mulher. A Prefeitura recebeu a homenagem recentemente, durante cerimônia no Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (Cedim), na capital fluminense.

Diogo recebeu, na última sexta-feira, dia 08, em seu gabinete a secretária municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Jacqueline Balieiro, a diretora de Direitos Humanos, Emanuele Dalpra, e a responsável pela Coordenadoria da Mulher, Bianca de Fátima Lúcio de Oliveira. Elas levaram o certificado ao prefeito e deram sequência à discussão de políticas de combate à violência contra mulheres.

Dos 92 municípios do Estado do Rio de Janeiro só 17 foram contemplados com o Selo-Divulgação

De acordo com Emanuele Dalpra, o certificado confirma o compromisso do município com a causa. “Resende está entre as poucas cidades que se destacaram nesta luta tão importante. Estamos vivendo uma era de casos de feminicídio e todos os tipos de agressão contra a mulher. A mídia não para de divulgar uma onda de fatos que envolvem o público feminino em situação de violência. Dados do Dossiê mulher 2016 apontaram que mais de 45 mil mulheres foram vítimas de violência física em todo o Estado. A Prefeitura oferece vários serviços para a classe feminina neste contexto, a partir de organismos que permitem a sua realização. Temos o Núcleo Integrado de Atendimento à Mulher (Niam), que faz o acompanhamento psicossocial de mulheres acometidas por violência de gênero. Já a Coordenadoria da Mulher atua de forma preventiva, com atividades e esclarecimentos, por exemplo, sobre as medidas cabíveis nas situações mais graves”, explicou Emmanuelle.

O prefeito Diogo Balieiro lembrou que o selo é a confirmação do comprometimento do Poder Executivo com ações voltadas para as mulheres. “O mês da Mulher será comemorado por diversos setores da Prefeitura, com programações cheias de atrativos. Esta conquista é uma grande motivação para sabermos que estamos no caminho certo. Vamos continuar debatendo sobre as políticas e os mecanismos necessários para tal desenvolvimento. Devemos fazer, principalmente, uma reflexão sobre os inúmeros casos de violência contra a classe feminina, que vêm sendo divulgados pela mídia”, frisou.

SERVIÇOS

O Niam, que realiza acompanhamento psicossocial de mulheres vítimas de violência de gênero, funciona na Rua Macedo Miranda, nº 81, no bairro Jardim Jalisco. O telefone para contato é 3360 9824. Já a Coordenadoria da Mulher trabalha preventivamente, através de atividades, parcerias e informações relacionadas à realidade feminina, canais de denúncia e medidas cabíveis conforme a legislação vigente (Lei Maria da Penha e Lei do Feminicídio). O contato disponível da Coordenadoria é 3381 4297.

Os canais de atendimento da Prefeitura ainda se articulam com o Núcleo de Atendimento à Mulher (Nuam), da 89ª Delegacia Legal de Resende. A Prefeitura de Resende também ajuda a manter a Casa Abrigo Regional de Permanência Breve Deiva Ramphini Rebello, destinada ao acolhimento provisório de mulheres que tiveram seus direitos violados e correm risco de morte. Resende e outros sete municípios do Médio Paraíba assinaram um convênio com o governo estadual, para a manutenção do abrigo reaberto em maio do ano passado.

Vale lembrar ainda sobre o disque-denúncia 180 do governo federal, que atende mulheres em situação de violência e é um serviço gratuito.