Corpo de PM assassinado em Resende será enterrado nesta tarde em Volta Redonda

0

RESENDE

Morreu na madrugada de hoje o 2º Sargento Alexandre Balbino Silva, lotado no 37° Batalhão da Polícia Militar. Ele faleceu após uma troca de tiros em Resende, no bairro Liberdade, e não estava a serviço. Seu corpo está sendo velado no Cemitério Portal da Saudade, em Volta Redonda, onde será enterrado hoje, às 16 horas.

Em nota, o batalhão de manifestou: “O 37º BPM lamenta a morte do 2º Sargento Alexandre Balbino Silva, ocorrida na madrugada desta quarta-feira (18/09), durante um ataque criminoso na Rodovia Presidente Dutra, na altura do Km 305, em Resende. O sargento foi atingido e socorrido a um hospital particular da cidade, porém não resistiu aos ferimentos. O 2º SGT Ssrgento Balbino tinha 44 anos e estava na Corporação desde 2001. O policial, que era morador de Volta Redonda, deixa esposa e um filho”, disse a corporação por meio de sua assessoria.

O policial havia acabado de tomar café em uma loja de conveniência de um posto de combustível e estava abastecendo o seu veículo, por volta de 1h30min quando um trio se aproximou em um carro e começou a atirar.

Pelas câmeras de segurança do estabelecimento, é possível ver que o grupo atacando o policial, que a principio teria sido identificado durante uma tentativa de assalto.

Os criminosos teriam fugido em um carro com, segundo as primeiras informações, arma do policial. Em seguida, um automóvel Honda Civic com placa de Pouso Alegre (MG) foi localizado ainda às margens da Rodovia Presidente Dutra, na altura do bairro Fazenda da Barra III, incendiado, acreditando a PM ser o mesmo utilizado pelos marginais durante o crime.

PM encontrou em seguida um carro incendiado ás margens da Rodovia Presidente Dutra – Fábio Guimas

A equipe do 37° BPM está fazendo buscas pela região. No final desta tarde, boatos davam conta de que um dos elementos envolvidos na ação teria sido preso, no bairro Liberdade, mas a Polícia Civil negou o fato.

A PM pede que a população contribua com informações sobre as localizações dos acusados, por meio do telefone (24) 3360-0112.

A VOZ DA CIDADE acompanha o caso e trará mais informações a qualquer momento.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !