Pais de trigêmeos perdem tudo em enchente e amigos realizam ‘vakinha’

0

BARRA MANSA

O casal Daniel Valério dos Santos e Hermita Bonifacio da Silva descobriu há sete meses que terão trigêmeos. Desde então, a família luta para conseguir comprar tudo o que os pequenos precisarão quando vierem ao mundo. No entanto, com as últimas enchentes que atingiram o município de Barra Mansa, o casal, que mora no bairro Boa Sorte, perdeu praticamente tudo dentro de casa, inclusive, as roupinhas dos bebês que chegarão em breve.

Vendo as dificuldades vividas pelo casal, alguns funcionários da empresa em que Daniel trabalha em Resende, se mobilizaram para arrecadar roupas para as crianças, e, além disso, estão realizando uma vakinha on-line com objetivo de obter R$ 10 mil para ajudar a família nas outras despesas.

A vakinha foi criada no dia 28 de maio e já arrecadou R$ 700. Além da arrecadação on-line, algumas pessoas estão doando o dinheiro em mãos, e outras estão realizando doações de roupas para os bebês.

Para quem deseja contribuir com a vakinha on-line, o link pode ser acessado pelo endereço: http://bit.ly/2W7by5q. Já quem desejar contribuir de alguma outra maneira e quiser obter mais informações, basta entrar em contato com o casal através do telefone (24) 99849-2006.

Em depoimento ao A VOZ DA CIDADE, Daniel disse que os bebês vão nascer em julho. “Eles irão nascer de oito meses, pois a barriga dela já está muito grande. Logo, logo eles estarão aqui”, disse, relatando que o casal está junto há dez anos e decidiram tentar ter um filho. “Eu comecei a trabalhar na empresa de transporte e logística de Resende há quase um ano, e como a situação estava melhor, decidimos tentar. Mas quando descobrimos que eram três, ficamos em pânico, mas conseguimos organizar as coisas”, contou, relatando que a enchente que ocorreu em abril alagou totalmente sua casa, fazendo a família perder os móveis e as roupas que tinham conseguido para as crianças.

Ainda de acordo com Daniel, a família precisou se mudar para a casa de sua cunhada. “Estamos na casa dela e isso nos ajudou muito, pois a casa é alta e não entra água. Mas na última chuva de maio, eu também perdi minha moto, que estava no andar de baixo”, lamentou, acrescentando que com a ajuda de doações, a família está conseguindo arrecadar novamente as roupas. “Esse é um dinheiro que estão arrecadando vai nos dar muito auxílio para cuidar das crianças, isso é para eles”, disse, agradecendo aos companheiros que se sensibilizaram com a causa.

Família precisa de ajuda para se estruturar para chegada dos três filhos – Foto Divulgação

AJUDANDO O PRÓXIMO

De acordo com Fernando de Carvalho Oliveira, do setor de Importação e Exportação da empresa, ele e mais quatro companheiros organizaram a campanha. “O Daniel é um colaborador que a gente já conhecia. Ficamos sabendo da situação que ele está passando, e decidimos ajudar”, comentou.

Ainda segundo Fernando, o que motivou a equipe a se mobilizar foi o amor ao próximo. “Nós percebemos que eles estavam em uma situação tão delicada, e quisemos praticar a empatia. Começamos a pensar ‘e se fosse comigo’, e isso foi uma motivação para ajudá-los”, relatou, afirmando que se todos pensassem um pouco no próximo, o mundo seria um lugar bem melhor. “Com essa arrecadação, nós queremos ajudá-lo a comprar as coisas para as crianças”, concluiu.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !