Noé Garcez se filia ao MDB e anuncia pré-candidatura a prefeito em 2020

0

BARRA MANSA

Um grupo de oposição ao atual governo está se unindo para tirar um nome para disputar a prefeitura nas eleições de 2020. E um dos integrantes desse grupo é o advogado Noé Garcez, ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do município. Ele se filiou e assumiu o diretório do MDB na última semana e se coloca como pré-candidato a prefeito.

Fazem parte desse grupo de oposição, por enquanto, Noé, como presidente do MDB de Barra Mansa; Tiago Valério (Cidadania), vereador e presidente do diretório; o presidente do Solidariedade, Jackson Emerick, que foi o principal articulador do ex-deputado Edson Albertassi na cidade; o PDT; o advogado Paulo César Alves; entre outros representantes partidários. Os que foram listados nominalmente já se colocaram como pré-candidatos, menos Emerick que ainda não anunciou oficialmente, mas que já teve seu nome mencionado pelo presidente estadual do Solidariedade, deputado federal Aureo. “Vamos todos apresentar uma proposta e dentro de um critério técnico nomes serão escolhidos. Quero construir e contribuir com a sociedade. Se não for cabeça de chapa não tem problema. Penso que política é servir as pessoas, em especial os mais necessitados”, afirmou em entrevista ao A VOZ DA CIDADE.

Noé Garcez disse que nunca teve intenção de disputar cargo eletivo, nem foi filiado a um partido político, mas que após ter assumido a presidência da OAB, de 2016 a 2018, sentiu necessidade de contribuir ainda mais na sociedade. “Na ordem conseguimos fazer bastante coisa, mas vi que em muitos setores é preciso uma ação mais efetiva, ou seja, participar do processo político, da reconstrução. O Brasil atravessa um momento de crise, tanto moral quanto ética. As pessoas estão desacreditadas, desconfiadas e com isso deixam de participar do processo político e isso é ruim. Senti a necessidade de me colocar à disposição, de contribuir efetivamente nessa mudança em torno da visão política”, afirmou.

Sobre ter se filiado ao MDB, partido alvo de muitos escândalos políticos, o pré-candidato disse que há uma proposta de reconstruir a legenda no país. O convite para ele ingressar no partido partiu do presidente estadual, o ex-deputado Leonardo Picciani, filho de Jorge Picciani que está preso (em casa) por estar envolvido, segundo investigação, em esquema de distribuição de propinas para deputados. Albertassi também está preso por conta desse envolvimento. Leonardo esteve em Barra Mansa na semana passada para oficializar o convite a Noé Garcez.

Questionado sobre a ida ao MDB, disse que a legenda é histórica e foi muito importante para o país e que a proposta é reconstruir as bases. “Os desafios me movem. Minha vida sempre foi com obstáculos. Não podemos olhar apenas os últimos dez anos, mas sim toda a história do partido. E tenho um compromisso de Leonardo de uma reconstrução, de retorno às bases. O MDB recomeça e por isso também aceitei o desafio”, citou.

Dentro da OAB, Noé Garcez contou que a luta não foi apenas para os advogados, mas sim em diversos temas que beneficiaram a sociedade. Lembrou alguns pleitos da entidade de classe quando estava na presidência, como a questão do lixo tóxico, contra aumento dos salários do prefeito e vereadores, e outras até de aproximação com Poder Público, como pátio de manobras.

Para Noé, existe atualmente uma insatisfação com a administração atual nas ruas e também dentro dos partidos políticos. “Vejo que Barra Mansa está uma cidade bem empobrecida, com pessoas sem expectativas. Por isso estamos nos unindo para sermos uma alternativa porque há um sinal de insatisfação e discordância da forma do atual prefeito governar”, disse o pré-candidato ao falar sobre partidos que deixaram a base do governo, como o MDB, Solidariedade, PDT.

ÁREAS

Duas áreas foram citadas pelo pré-candidato a prefeito como necessárias em Barra Mansa: desenvolvimento econômico e saúde. Sobre o primeiro item disse que é preciso perder o saudosismo ultrapassado de que a cidade tem como principal fonte de emprego o comércio. É claro que é um setor importante, mas Noé pensa ser necessário mais: trabalhar em uma vocação para o município de fato se desenvolver.  Na saúde acredita ser mais do que necessário Barra Mansa ter um hospital municipal.

DIRETÓRIO MUNICIPAL

Noé Garcez, que é advogado há15 anos, também assumiu a presidência do MDB em Barra Mansa e disse que será traçada uma nominata de vereadores que queiram caminhar nesse novo partido. Atualmente, o MDB tem um vereador eleito, o Luiz Antonio Cardoso, que é um defensor do atual governo na câmara. Perguntado sobre isso, o presidente disse que tudo se resolve com diálogo e que a porta do partido está aberta a ele se quiser participar desse novo modelo de fazer política.