Niam de Resende poderá receber denúncia de violência contra a mulher por aplicativo de mensaagem

0

RESENDE

O Núcleo Integrado de Atendimento à Mulher (Niam) do município poderá receber denúncias de violência contra a mulher por meio de aplicativo. A vereadora Soraia Balieiro teve indicação aprovada por unanimidade no Plenário do Legislativo sugerindo ao Poder Executivo que disponibilize um número específico para aplicativo de mensagem, onde as mulheres poderão fazer a delação. A proposta da parlamentar foi encaminhada para apreciação do prefeito Diogo Balieiro Diniz (Democratas).

A vereadora justificou a implantação do novo sistema de denúncia informando que devido ao avanço tecnológico, os aplicativos de mensagens são utilizados diariamente para contatos, principalmente o WhatsApp. “Por este motivo, solicito que seja feito um estudo de viabilidade no sentido de disponibilizar número específico para aplicativo de mensagem, visando recebimento de denúncias de mulheres ao Niam, o que facilitaria o contato discreto para as mulheres da nossa cidade”, argumentou Soraia.

REESTRUTURAÇÃO DO NUAM

Já em outra propositura, a vereadora, também solicitou que o Executivo faça gestões junto ao Governo Estadual, visando reestruturação do Núcleo de Atendimento à Mulher (Nuam) instalado nas dependências da 89ª Delegacia de Polícia (DP).

Ela explica que o primeiro Núcleo de Atendimento à Mulher instalado na região das Agulhas Negras -formada pelos municípios de Resende, Itatiaia, Porto Real e Quatis- em 2016, para um melhor enfrentamento à violência, e ainda visando a importância do acolhimento à mulher, precisa passar por uma reestruturação para otimizar os atendimentos. “Atualmente são três salas disponibilizadas para o atendimento à mulher: uma brinquedoteca, uma sala para acolhimento e uma para registros. Destaco ainda, que já solicitamos, através da Indicação nº 085/2019, aumento no efetivo de trabalho do Núcleo, podendo ser uma inspetora ou oficial de cartório, visando agilização dos inquéritos relacionados à violência contra a mulher em Resende”, disse a parlamentar.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !