Marcadas as duas outras licitações que integram o maior projeto de mobilidade urbana de Volta Redonda

0

VOLTA REDONDA

Foram marcadas as outras duas licitações que integram o grande projeto de mobilidade urbana de Volta Redonda. A informação foi dada nesta segunda-feira, 25, pelo prefeito Antonio Francisco Neto após a publicação em Diário Oficial do Estado.  “O nosso governador Cláudio Castro acaba de confirmar mais duas grandes licitações para obras que vão mudar a História de Volta Redonda. Nosso plano de mobilidade urbana está dividido em três etapas. Na semana passada, já havia sido marcada a licitação da primeira delas. Agora, temos nosso plano inteiro contemplado. Posso garantir uma coisa: vai ter uma Volta Redonda antes e uma depois dessas obras”, disse o prefeito.

Na semana passada foi informada a licitação da primeira etapa do projeto de mobilidade urbana. Serão mais de R$ 66 milhões investidos na construção de um viaduto, ciclovias, corredor estrutural de transporte público de passageiros, nova sinalização vertical e horizontal, novas calçadas e novo sistema de iluminação pública. O pregão está marcado para o dia 19 de novembro, às 11 horas, e ficará a cargo da Secretaria de Estado das Cidades.

A informação da última semana era de que a segunda e terceira etapas das obras e serviços estavam com os projetos em fase final de análise para resolução de pendências. E essas pendências já foram resolvidas. As licitações foram marcadas para o dia 25 de novembro, uma às 11 e outra às 14 horas. A primeira será no valor de R$ 42.276.537,70 e será para pavimentação, sinalização, calçamento, ciclovias, viadutos e iluminação pública para melhoria da estrutura viária – a Demob II. A segunda licitação tem o valor de R$ 39,903.485,37 e nessa está prevista a construção da ponte no eixo Norte-Sul – Demob III.

O prefeito afirma que será o maior projeto de mobilidade urbana já idealizado para permitir o desenvolvimento de Volta Redonda para os próximos anos.

PRIMEIRA ETAPA

Dentro do chamado Demob I, que é a primeira parte a ser licitada no dia 19 de novembro, está prevista a construção de um novo viaduto para ligar os bairros Jardim Amália e Aterrado. O projeto prevê uma nova ligação entre a BR-393 (trecho próximo ao antigo Casarão) e a Avenida Integração (no limite entre o Aterrado e a Vila Americana, próximo à base da Petrobras). Está prevista ainda a construção de um sistema cicloviário no entorno da Usina Presidente Vargas, de forma a promover o deslocamento seguro pelo modal bicicleta, reduzindo os efeitos das dificuldades históricas criadas pela planta industrial, pelo Rio Paraíba do Sul e pela linha férrea operada pela M.R.S ao sistema viário atual. Da mesma maneira, serão feitas ou refeitas 32.500 m2 de calçadas e equipamentos de acessibilidade, para integrar as viagens a pé com modal transporte público nas áreas mais densamente povoadas, garantindo acesso aos equipamentos urbanos de forma plena à população, inclusive e principalmente àquela parcela das pessoas que tem mobilidade reduzida.

O projeto tem ainda a construção de 15 km de corredor de transporte com faixas exclusivas, o chamado ‘Corredor Estrutural de Transporte Público’.