Famílias retiradas de área particular na divisa de VR e BM participam de ato na praça da Prefeitura de Volta Redonda

0

VOLTA REDONDA

Cerca de 200 pessoas estão neste momento participando de uma manifestação em frente ao Palácio 17 de Julho, sede da Prefeitura de Volta Redonda, no Aterrado.  O ato acontece logo depois da reintegração de posse de uma área particular localizada nos bairros Jardim Belmonte e Getúlio Vargas, na divisa entre Volta Redonda e Barra Mansa, realizada pela Polícia Militar em apoio a oficiais de Justiça. Os manifestantes, que estavam assentados no terreno estão aguardando a presença do prefeito ou de algum representante da prefeitura na Praça Sávio Gama.

Segundo informou uma das líderes das famílias, o ato tem como objetivo pedir ajuda do prefeito Antonio Francisco Neto para os sem-tetos que ocupavam a área há quase quarto meses. Disse que até o momento o prefeito não havia se manifestado contra os assentados, mas a partir do momento em que solicitou a força de segurança para retirar as famílias do local, terá que apresentar uma saída para os sem moradias. A líder dos assentados alega ainda, que são cerca de três mil famílias sem moradias que foram vítimas da atual situação econômica do país e que se agravou com  a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Vale lembrar que o pedido de reintegração foi feito pela empresa Mape Incorporações e Empreendimentos. Já a ordem judicial, assinada no último dia 19, pela juíza da 3ª Vara Cível de Barra Mansa, Flávia de Melo Balieiro Diniz. A comunicação sobre a reintegração de posse foi feita aos líderes da ocupação com antecedência.

PREFEITURA DE VOLTA REDONDA

Segundo informou a Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Volta Redonda, a disputa judicial que acarretou na reintegração de posse de um terreno localizado no limite com Barra Mansa não tem participação direta da Prefeitura de Volta Redonda. Na verdade, a Justiça determinou a saída das famílias a pedido de uma empresa privada e também que a Prefeitura de Volta Redonda acompanhasse a ação por meio de duas secretarias.

A partir de agora, as famílias desalojadas, que sejam de Volta Redonda, podem procurar os Centros de Referência à Assistência Social das regiões próximas. Nos Cras, poderão fazer inscrições para serem beneficiadas com programas sociais diversos e a inscrição no cadastro imobiliário Municipal.