Enfermeiros do HSC de Volta Redonda são capacitados para captações de córneas

0

VOLTA REDONDA
No mês dedicado à conscientização da doação de órgãos e tecidos, o Setembro Verde, o Hospital Santa Cecília (HSC) deu um passo importante para contribuir com a redução da fila de espera por um transplante de córnea. Enfermeiros da instituição participaram de uma formação em “enucleadores de globo ocular”, com aulas teóricas no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into) e treinamento prático no Instituto de Treinamento em Cadáveres (ITC).
O Hospital já iniciou a fase de notificação dos óbitos ao banco de olhos de Volta Redonda, que irá acompanhar e supervisionar as primeiras três captações. A partir daí, as captações serão feitas pelos colaboradores capacitados do Hospital Santa Cecília. “ O Estado do Rio tem uma fila de espera para transplante de córnea com mais de 2 mil pessoas, ao passo que o número de enucleradores no estado é muito pequeno, o que nos faz perder muitas doações, pois para se realizar a captação existe um tempo que varia entre 6 e 12 horas após o óbito. Hoje o HSC sendo capacitado ajudará na diminuição da fila, proporcionando uma família a ressignificar o luto e exercer o direito de doação e ajudando outras pessoas a voltar a vê a vida com “outros olhos”, afirmou a enfermeira Barbara Coutinho Rodrigues da Silva, Coordenadora de Qualidade e Segurança do Paciente do HSC.