Deputado Antonio Furtado vai destinar R$ 500 mil para implantação de Sala Lilás nos IMLs para dar melhor assistência às mulheres vítimas de violência

0

VOLTA REDONDA
Um terço das mulheres do mundo sofre violências físicas ou sexuais ao longo da vida. O dado divulgado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) chama a atenção para as agressões praticadas e despertou no deputado federal delegado Antonio Furtado a urgência em melhorar o local de acolhimento das vítimas. Para acelerar a implantação, nos postos do Instituto Médico Legal (IML), da Sala Lilás, ambiente especializado e humanizado de atendimento às mulheres vítimas de violência física e sexual, esteve com o diretor geral do Departamento de Polícia do Interior, Pedro Medina. E Volta Redonda deverá ser beneficiada.
Furtado declarou que, enquanto não zerar o número de casos de violência contra a mulher, é preciso buscar maneiras de garantir um atendimento humanizado nos casos de agressões físicas e abuso sexual. “Por isso estou destinado R$500 mil em recursos para que sejam implantadas três unidades da Sala Lilás na região. Essa é uma maneira de, pelo menos, dar dignidade para a mulher em um momento tão delicado e, para muitas, constrangedor”, explicou o parlamentar.
Com os recursos enviados pelo deputado, além de Volta Redonda deverá receber a Sala Lilás Barra do Piraí e Resende. O espaço é montado no IML para prestar atendimento especializado e humanizado às mulheres vítimas de violência física e sexual.
O diretor Pedro Medina explicou que, composto por uma equipe multidisciplinar com policiais, assistentes sociais e enfermeiras, a Sala Lilás realiza os exames periciais e oferece toda a assistência psicológica. “Entendo a importância desse projeto do deputado Furtado e coloco o departamento a disposição. Queremos de fato realizar um trabalho em conjunto e integrar o trabalho de proteção às mulheres e crianças vítimas de crime”, concluiu o diretor.

error: Conteúdo protegido !