Deputado Antonio Furtado faz Palestra Maria da Penha para orientar sobre violência contra a mulher

0

VOLTA REDONDA

A sensação do crescimento da violência contra a mulher, comprovada por pesquisas realizadas recentemente, reacendeu a necessidade de falar sobre o assunto e buscar formas de prevenir e ajudar quem sofre agressão. Por esse motivo, o deputado federal Delegado Antonio Furtado retomou o projeto de palestras intitulado “Maria da Penha”, nome da Lei que criminaliza a violência doméstica, para promover conscientização. Como forma de gerar multiplicadores, esteve hoje (07/10) na Secretaria Municipal de Esporte e Lazer de Volta Redonda (Smel) para falar com os professores que atendem diversos bairros.

“A pandemia aumentou os casos de violência doméstica e agressões contra as mulheres. Esse é um assunto que precisa ser debatido entre a sociedade e, principalmente, mostrado o caminho para que as mulheres consigam se proteger e denunciar os casos de agressão. O Objetivo hoje foi trazer conhecimento para os profissionais da Smel e transformá-los em multiplicadores nos bairros de Volta Redonda”, explicou o parlamentar.

De acordo com dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), uma em cada quatro mulheres brasileiras acima de 16 anos afirma ter sofrido algum tipo de violência no último ano. Isso significa que cerca de 17 milhões de mulheres (24,4%) sofreram violência física, psicológica ou sexual em 2020. Dentre as formas de violência sofrida, 18,6% responderam que foram ofendidas verbalmente, 6,3% sofreram tapas, chutes ou empurrões, 5,4% passaram por algum tipo de ofensa sexual ou tentativa forçada de relação, 3,1% foram ameaçadas com faca ou arma de fogo e 2,4% foram espancadas. “As pessoas tendem a achar que violência é apenas as agressões físicas. Muitas mulheres vivem relacionamentos abusivos, sofrem pressão psicológica e são obrigadas a fazer apenas o que o parceiro considera adequado. Essas atitudes também são formas de violência. Precisamos mostrar que existe um caminho para sair dessa situação. É possível denunciar e encontrar apoio psicológico e protetivo”, alertou o deputado federal Delegado Antonio Furtado.

Durante a palestra, foram destacadas os principais tipos de violência e como oferecer atendimento e orientar a busca por ajuda. A secretária de Esporte e Lazer, Rose Vilela, aproveitou para reforçar a importância de capacitar os profissionais que estão diretamente com a população.  “O deputado Furtado é um amigo da cidade de Volta Redonda. Tem nós ajudado não apenas com recursos, mas também transmitindo conhecimento. Nossa equipe, que está aqui hoje, trabalha em vários bairros e podem ser multiplicadores dessas informações importantes. Assim aumentamos o alcance e ajudamos muito mais mulheres”, agradeceu a secretária.