Comércio de Barra Mansa amplia estratégia de segurança para as vendas de Natal

0

BARRA MANSA

O grande fluxo de consumidores nas compras de Natal está mobilizando as autoridades do setor a garantir a eficiência no sistema de segurança pública. Na quarta-feira, dia 12, uma reunião tratou das demandas para o setor, principalmente nesta época que antecede o Natal, quando a maioria dos consumidores tem o reforço do décimo terceiro para os presentes.

O encontro realizado na sede da Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Barra Mansa (Aciap-BM) contou com a participação dos representantes do Conselho Comunitário de Segurança de Barra Mansa, da Federação das Associações de Moradores de Barra Mansa, da 2ª Companhia da Polícia Militar, da Guarda Municipal e das entidades representativas do comércio como a Aciap, a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Barra Mansa e o Sindicato do Comércio Varejista de Barra Mansa, comércio.

As entidades solicitaram o encontro para atender às demandas e preocupações dos empresários do setor varejista sobre a segurança pública durante o Natal. “Esse é um período de maior movimento nas ruas, época em que a criminalidade tende a crescer e acreditamos que quando traçamos juntos um planejamento de segurança, quando reunimos nossas forças e ações, conseguimos resultados ainda melhores para um comércio e uma cidade mais seguros”, disse Bruno Paciello Sobrinho, presidente do Conselho Comunitário de Segurança e diretor da Aciap-BM.

POLICIAIS NAS RUAS

O tenente Videira, comandante da 2ª Companhia da Polícia Militar, disse que durante as vendas de natal o efetivo nas ruas aumenta, auxiliando também a abertura e o fechamento as lojas. “Estaremos com todo nosso efetivo circulando nas ruas, nos bairros, com as viaturas e as rondas a pé, inclusive com visitas às lojas e com os PO Cicles”, afirma.

Segundo a PMRJ, os registros e ocorrências de 2018, comparados ao ano de 2017, sofreu redução de 22% dos registros de mortes; redução de 35% de roubo de veículos, 32% de redução de roubos de rua e foram registrados 39 roubos em estabelecimentos esse ano.